Em ano marcado pelo vírus pandémico, o município aumentou em 50% o valor do prémio

Face à ausência de candidaturas ao prémio Drª Leonilda Aurora da Silva Matos pelo momento de pandemia que se vive, a Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis decidiu reforçar o valor desse prémio em 50 por cento, dos habituais 10 mil euros para 15 mil euros em 2020, ano que ficada marcado pelo vírus Covid-19, e proceder à sua distribuição, de forma equitativa, às 30 instituições particulares de solidariedade (IPSS) do concelho.

“Decidimos atribuir este apoio porque as IPSS desenvolvem um trabalho extraordinário e determinante à população e, neste momento particularmente difícil, necessitam de todo o apoio sendo que todas as ajudas são importantes”, afirma o presidente da autarquia, Joaquim Jorge. 

O apoio decidido, e aprovado por unanimidade, na última reunião do executivo vai permitir minimizar o impacto social e económico da pandemia Covid-19 tendo em conta que as IPSS desenvolvem “esforços variados na prestação de cuidados e apoio à população de Oliveira de Azeméis enfrentando fortes constrangimentos na sua atuação”

Recorde-se que o prémio Drª Leonilda Aurora da Silva Matos visa contribuir para o aparecimento de projetos inovadores de promoção do desenvolvimento social local.

 

AZEMÉIS.NET é o jornal online de Oliveira de Azeméis (criado em agosto de 2019) pensado em promover o que de melhor se faz no concelho. É um projeto que olha para o território, e a nossa gente, pela positiva e que quer puxar pelo orgulho oliveirense. Procuraremos ser a pegada digital para demonstrar que Azeméis é realmente vida... e que somos vivos!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui