Domingo, 21 de Julho de 2024
Domingo, 21 de Julho de 2024

Oliveira de Azeméis é o concelho do distrito de Aveiro com o registo de maior número de insolvências nos últimos cinco anos

Vista aérea da Zona Industrial de Oliveira de Azeméis
Vista aérea da Zona Industrial de Oliveira de Azeméis

A empresa  InfotrustGo elaborou um estudo sobre a vida das empresas entre o primeiro trimestre de 2019 e o período homólogo de 2021, e os resultados não são animadores para o distrito de Aveiro, e para o concelho de Oliveira de Azeméis em particular. Segundo a empresa que é uma das maiores fontes de informação empresarial e de risco em Portugal InfotrustGo, foram criadas menos 60 empresas (47.24%) no distrito de Aveiro, quando comparado o primeiro trimestre de 2021 com o primeiro trimestre de 2017.

O mesmo estudo divulga que Aveiro foi o quarto distrito no país com maior número de empresas insolventes (256) nos últimos cinco anos. Ou seja, empresas que, por decisão do tribunal, ficaram incapazes de cumprir com as suas obrigações. Os distritos do Porto, com 737 insolvências, Lisboa com 708, e Braga com 400, foram aqueles que apresentaram os piores cenários.

Publicidade

Oliveira de Azeméis foi o concelho do distrito com o registo de maior número de insolvência nos últimos cinco anos. No total foram encerradas 44 empresas por insolvência. Em Aveiro registou-se o encerramento de 35 empresas, e em Ovar16. Murtosa, Estarreja, Espinho e Castelo de Paiva foram os concelhos que registaram o menor número de insolvências.

Entretanto, é do senso-comum que a pandemia provocada pelo vírus Covid-19 veio complicar a vida das empresas, mas o estudo divulgado pela InfotrustGo demonstrou na prática essas mesmas fragilidades. Oliveira de Azeméis foi o segundo concelho do distrito de Aveiro que mais empresas viu a serem encerradas por decisão dos seus proprietários, que não aguentaram os efeitos do vírus pandémico de 2020. No total foram encerradas 171 empresas neste primeiro trimestre de 2020.

Aveiro foi o concelho que teve mais empresas encerradas no primeiro trimestre deste ano (322), Ovar registou menos 10 empresas encerradas do que o concelho de Oliveira de Azeméis, e no concelho Águeda foram encerradas 136 empresas por decisão dos seus gestores.

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

LEIA TAMBÉM

Leia também

+ Exclusivos

Os ARTIGOS MAIS VISTOS