Segunda-feira, 5 de Dezembro de 2022
Segunda-feira, 5 de Dezembro de 2022
Publicidade

Joaquim Jorge faz balanço do primeiro ano do segundo mandato, e aponta alguns caminhos para 2023

As áreas da educação, ambiente, desenvolvimento económico e reabilitação urbana continuam a ser os eixos prioritários de ação do executivo camarário. E em 2023 acrescenta-se a mobilidade.
Publicidade

O presidente da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis fez o balanço do primeiro ano do segundo mandato autárquico durante um pequeno-almoço com os jornalistas num restaurante do centro da cidade. O edil oliveirense afirma que executivo municipal está orgulhoso do trabalho realizado desde 2017, mas quer “ir mais longe”.

Joaquim Jorge afirma que “as áreas da educação, ambiente, desenvolvimento económico e reabilitação urbana continuam a ser os eixos prioritários de ação visando melhorar a qualidade de vida de todos os oliveirenses”. Mas para 2023 está previsto também algumas políticas relacionadas com a mobilidade, como é o exemplo da entrega de bicicletas a 500 alunos das escolas do concelho.

Na educação, o presidente da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis referiu o relevante esforço realizado destacando as obras, a bom ritmo, da recuperação integral da escola de Fajões e a requalificação, em curso, num investimento superior a 1,5 milhões de euros, das escolas de Lações, Brejo, Alumieira e Palmaz.

Também receberam ou estão a receber beneficiações as escolas de Pinhão, Fonte Joana, Alvão, Maria Godinho, EB1 de Pindelo, Ponte e Macieira de Sarnes. 

As intervenções relacionam-se com reparações e substituições de telhados, mudança da caixilharia, climatização, melhoria da iluminação das salas de aula, requalificação de casas de banho, pinturas interiores e exteriores, renovação dos espaços de lazer, novo mobiliário escolar, novo equipamento informático, novos equipamentos nas cozinhas e refeitórios, etc.

A expansão das redes de água e saneamento continua a ser o grande desígnio deste executivo. Nesta matéria, o autarca destacou os 15,6 milhões de euros investidos entre 2017 e até final de 2023, dos quais 12,7 milhões na expansão da rede de saneamento e 2,9 milhões na rede de água.

A autarquia está a intervir atualmente nas freguesias de Cesar, Macinhata da Seixa, Ossela, Fajões e Pinheiro da Bemposta, onde já iniciou a construção de uma nova Estação de Tratamento de Águas Residuais. Neste momento, decorrem obras de cerca de 10,8 milhões de euros, dos quais 2,5 milhões de euros na rede de água e 8,3 milhões na rede de saneamento. Com estes investimentos, as taxas de cobertura aumentarão, respetivamente, para os 85% e os 65%. Sobre este assunto, Joaquim Jorge aponta uma nova meta: uma taxa de cobertura da rede de saneamento para os 75%.

Publicidade

2023 um ano crucial para as Zonas Industriais

Outro eixo prioritário é a requalificação das zonas industriais de Oliveira de Azeméis, um processo de investimento que começou com intervenções na Área de Acolhimento Empresarial de Ul-Loureiro e na Zona Industrial de Oliveira de Azeméis, num valor superior a um milhão de euros.

Joaquim Jorge deu a conhecer que “estão a ser trabalhados os projetos para requalificar as zonas industriais do Nordeste e de Nogueira do Cravo e Pindelo”. O autarca diz mesmo que o próximo 2023 será um ano crucial para o desenvolvimento das áreas industriais do concelho.

Também revelou que enquanto estas zonas industriais não estiverem com os seus problemas resolvidos, o executivo não irá avançar para a construção de outras zonas industriais no concelho. Na última campanha para as últimas eleições autárquicas falou-se sobre as zonas industriais de São Roque e Macieira de Sarnes. Joaquim Jorge revela sobre a área reservada para a Zona Industrial de Macieira de Sarnes que está previsto aparecer na próxima revisão do Plano Diretor Municipal.

Objectivo de “requalificar todos os edifícios públicos degradados”

Na reabilitação urbana o objetivo é “requalificar todos os edifícios públicos degradados”. Desde 2017 foram (ou estão a ser) requalificados vários edifícios camarários, entre os quais, os dois blocos habitacionais do bairro de Lações, o posto da GNR de Cucujães, o cineteatro Caracas, o mercado municipal, o antigo centro de saúde, as antigas finanças, a casa do guarda no parque La Salette, o Fórum Municipal, a antiga Escola de Artes e Ofícios, a antiga Casa das Heras, a biblioteca de Ossela, o parque inclusivo, o anfiteatro ao ar livre e o albergue de peregrinos de Cucujães, e o Centro Interpretativo do Vidro.

O presidente da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis prometeu continuar a trabalhar para melhorar a qualidade de vida da população oliveirense, apesar das dificuldades impostas pela pandemia e pelo conflito militar na Ucrânia que provocaram “um aumento brutal da energia e dos custos das obras, a escassez de produtos e a escalada dos preços das matérias-primas”.

Apesar deste “quadro difícil e de grandes constrangimentos”, diz Joaquim Jorge, “foi possível avançar com a criação de bolsas de estudo para acesso ao ensino superior, com o programa de melhorias habitacionais, o programa de apoio à compra de medicamentos, o Vale Educação, a cadeira dentista, a consolidação dos projetos de apoio ao empreendedorismo e investimento, a redução do IMI para a taxa mínima, a aposta na eficiência energética e a requalificação de importantes estruturas viárias, um primeiro aumento de 15% nas transferências para as juntas de freguesia no mandato anterior, e um segundo aumento que vai voltar a acontecer em 2023”.

Joaquim Jorge realçou ainda um conjunto de importantes projetos em curso para melhorar a qualidade de vida dos oliveirenses, como a aquisição de 12 carrinhas de transporte flexível de passageiros, o Turismo Industrial, os “Guardiões dos Rios” e “A Nossa Freguesia”.  

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp

3 respostas

  1. Enfim ! paleio fiado
    Até fico com a sensação que estamos em vesperas de eleições
    mas! é verdade ” AZEMEIS É VIDA”” . claro que sim , pelo menos para o sr. presidente e amigos???
    usr a pandemia e a guerra para justificar o injustificavel é o lema e palavra de ordem , do excutivo atual ???!
    excutivo esse que tem ao leme um sr. que não sei a ver vamos poderá ser um ” bom” e alegado oportunista ?? , mas o futuro dirá .
    quem sabe ?? uma pessoa com tendencias corruptas ????
    falo apenas e só de suposições

  2. Boa tarde. Mais uma vez a conclusão da 4. Fase da Via do Nordeste ficou esquecida. Não queria ser desagradável, nem mal educado, mas seria muito mais honesto da v/parte reconhecer que nunca a vão concluír, ponto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

LEIA TAMBÉM

Relacionados

+ Exclusivos

Os ARTIGOS MAIS VISTOS