Terça-feira, 23 de Abril de 2024
Terça-feira, 23 de Abril de 2024

21 árvores abatidas na Avenida Dr. Aníbal Beleza e Rua Manuel Brandão

> Segurança pública estava em causa.

A Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis procedeu ao abate de 21 árvores na Avenida Dr. Aníbal Beleza e Rua Manuel Brandão. Em causa estava a segurança de pessoas e bens. Havia lugares de estacionamento já tomados pelas raízes, e o azeméis.net conseguiu verificar, antes da intervenção do município, que pelo menos um galho de uma árvore já ocupava uma varanda de uma habitação.

Em 2018 foi deliberada a intervenção nas árvores na Avenida Dr. Aníbal Beleza. Uma contestação pelo corte das árvores terá feito adiar na altura aquilo que tinha sido decidido. Cinco de anos depois a deliberação foi consumada.

Publicidade

O assunto voltou a estar na ordem no dia após a advogada Helena Terra e o Procurador-Geral da República, Augusto Sá, terem intervido na reunião de executivo municipal do final do último mês de setembro. Representaram um conjunto de cidadãos e evidenciaram os sinais de degradação da Avenida Dr. Aníbal Beleza provocados pelas árvores. 

Helena Terra evidenciou, para além de todos os danos visíveis, os perigos para a saúde pública que poderiam advir caso não se procedesse ao ramo das árvores. Há a possibilidade, por exemplo, das raízes poderem furar as condutas de gás. A advogada referiu na reunião em que esteve presente que, dada a gravidade da situação, caso nada fosse feito para a resolução deste problema, ponderaria avançar para os meios judiciais. 

Para além das árvores da contestação na Avenida Dr. Aníbal Beleza (14), o município optou por avançar para o abate de mais sete árvores na Rua Dr. Manuel Brandão, contabilizando assim um total de 21 árvores abatidas.

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp

2 respostas

  1. Concordo plenamente com o abate, e espero que plantem novas árvores adequadas.
    Espero também que façam o mesmo na Rua Dr. Silva Pinto, pois a situação é igual, árvores de grande porte, e as raízes a danificarem os passeios, pondo em risco nos peões quer por ali passam.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

LEIA TAMBÉM

Leia também

+ Exclusivos

Os ARTIGOS MAIS VISTOS