Restaurante Ricoca: Aqui é tudo feito com amor, e o arroz de pato uma perdição

O crítico gastronómico José Sobral cita um poema de Mia Couto para falar e definir o Restaurante Ricoca que reabriu há poucas semanas. "Cozinhar é um modo de amar os outros". Isto para dizer que tudo neste restaurante tudo é feito como amor. O arroz de pato é o prato que mais sucesso faz, e o Pudim Abade Prisco a estrela da companhia nas sobremesas.

3

Espero que tenham tido umas boas férias e possam ter degustado umas belas refeições pelos restaurantes de Oliveira de Azeméis.

Publicidade

Ao retomar as crónicas, a opção recaiu num clássico que está situado no único e majestoso Parque de La-Salette.

O Ricoca voltou a abrir depois de algumas aventuras menos conseguidas. A D. Iolanda Sousa tem a seu lado a Paula Medeiros, uma jovem empreendedora, que tomou conta do “Cinema Gemini” e no Concurso Culinário “Sabores de Azeméis” deu nas vistas recebendo rasgados elogios do conceituado Chefe Cordeiro.

A paisagem é deslumbrante e podemos apreciar um pôr do sol fantástico na excelente esplanada do Ricoca.

A esplanada do Ricoca tem uma vista fantástica

Um espaço acolhedor, simpático, afável e decorado com simplicidade e muito bom gosto.

Podemos começar a nossa aventura gastronómica por uma salada de azeitonas à Portuguesa e um patê de atum delicioso.

Para prato principal, se a opção for peixe recomendo os filetes de pescada dourados ou o gostoso polvo à lagareiro.

Se a opção for carne não podemos desperdiçar a oportunidade de provar o arroz de pato como antigamente que é mesmo muito apetitoso e feito utilizando produtos nobres que dão um gosto especial a este arroz já famoso.

O arroz de pato do Ricoco é uma referência de sucesso

O novilho na chapa pode ser outra opção acompanhada por um saboroso molho de cogumelos.

As sobremesas são irresistíveis, com destaque para o Pudim Abade de Priscos e a mousse de chocolate.

Nas sobremesas, o Pudim Abade de Priscos é a estrela da companhia

A taça de doce de bolacha e o bolo de chocolate e frutos vermelhos são outras opções a ter em linha de conta se depois da refeição decidir dar uma voltinha pelo extraordinário Parque de La Salette.

A carta de vinhos não é muito extensa, mas tem boas referências das mais diversas regiões não esquecendo 7 espumantes que podem servir para abrir o apetite enquanto se contempla a paisagem fabulosa que a esplanada do Ricoca nos proporciona.

O serviço é prestado por jovens muito bem apresentados, atenciosos e a presença na sala da D. Iolanda e da Paula tranquilizam a equipa operativa e clientes.

Não deve perder a oportunidade de aproveitar os últimos dias de sol para degustar uma excelente refeição num espaço mítico e com muita tradição na cidade de Oliveira de Azeméis.

Merece uma visita. E já agora uma referência especial a Mia Couto “Cozinhar é um modo de amar os outros”! Sim, no Ricoca tudo é feito com amor.

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui