Covid-19. Deputada Helga Correia defende continuidade das medidas de proteção social

Na conferência interparlamentar para discutir impacto do covid-19

0
Helga Correia

A deputada do PSD Helga Correia defende a continuidade das medidas de proteção social desenhadas para mitigar os efeitos da crise pandémica que atravessamos. Falando numa conferência interparlamentar, no âmbito da presidência portuguesa do Conselho da União Europeia, para discutir impacto do Covid-19, a parlamentar aveirense sustentou que se trata de matéria que “convoca a todos, sem exceção”.

Publicidade

“A crise de saúde pública provocada pela pandemia da Covid-19 rapidamente se transformou numa crise económica e social, com impacto no tecido económico português e no mercado de trabalho” – defendeu Helga Correia, notando que Portugal “encontrava-se numa trajetória de crescimento da economia que vinha a recuperar da crise anterior” e que “esta crise veio inverter essa trajetória e veio ainda agravar a situação do desemprego que vinha numa trajetória de recuperação desde 2014”.

Para a deputada do PSD, “a pandemia trouxe desafios aos estados”, pelo que, durante este período de crise foram criados, pelo Estado Português mecanismos e medidas de apoio às empresas e à manutenção dos postos de trabalho. Todavia, Helga Correia defendeu que “o agravamento da situação pandémica veio demonstrar que as medidas de proteção social desenhadas para mitigar os efeitos desta crise são em muitos casos insuficientes, pelo que importa garantir uma continuidade das políticas de proteção social de apoio às empresas, às famílias e às pessoas para que ninguém fique para trás”.

A deputada aveirense aludiu a questões como o trabalho, sublinhando que “a pandemia veio massificar o teletrabalho – que deixou de ser uma realidade residual, não só em Portugal, mas também em muitos países europeus”.

Por outro lado – defendeu Helga Correia – “esta crise de saúde pública veio acentuar as desigualdades sociais entre os mais jovens e os menos jovens e veio também acentuar as desigualdades de género”.

Ainda sobre o tema, sustentou que “grande parte dos empregos perdidos se traduziram em inatividade, porque a pandemia não permite a procura ativa de emprego, por outro simplesmente porque os desempregados desistiram de o fazer”. “Esta é uma matéria que nos convoca a todos, sem exceção, porque nenhum país recuperará desta crise de forma isolada e sem um esforço global de todos os estados membros, pelo que importa perceber qual o papel da União [Europeia] na contenção dos níveis de desemprego e de que forma vão ser fortalecidas as políticas sociais”, concluiu Helga Correia.

AZEMÉIS.NET é o jornal online de Oliveira de Azeméis (criado em agosto de 2019) pensado em promover o que de melhor se faz no concelho. É um projeto que olha para o território, e a nossa gente, pela positiva e que quer puxar pelo orgulho oliveirense. Procuraremos ser a pegada digital para demonstrar que Azeméis é realmente vida... e que somos vivos!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui