Victor Silva, gerente da Cerveja Vadia, sobre o impacto do COVID-19: “É catastrófico (…) Temos quebras de 90% de faturação”

0
Victor Silva, sócio-gerente da Cerveja Vadia (à esq,), em entrevista ao Azemeis.NET refere os impactos do vírus COVID-19 na empresa oliveirense

Quando o país voltar ao normal, depois da pandemia provocada pelo vírus COVID-19, a realidade vai ser dura: o sector económico estará fortemente atacado. Quisemos compreender a realidade da economia do nosso concelho. Victor Silva, sócio-gerente da Cerveja Vadia, com sede em Ossela, retrata um cenário preocupante. As receitas do negócio da empresa de cerveja artesanal caíram na ordem dos 90% de facturação, o empresário assume que o ano de 2020 está perdido, e que o futuro é uma grande incógnita uma vez que considera que uma grande parte das empresas ligadas à área da restauração não voltará a abrir portas. Há ainda mais um dado a dificultar a vida da empresa oliveirense. Victor Silva diz que o governo não disponibilizou linhas de apoio para o CAE (Classificação Portuguesa de Actividades Económicas) para actividades ligadas à cerveja artesanal.

Publicidade

Mas o início da conversa do sócio-gerente da Cerveja Vadia foi sobre o acto da solidariedade da empresa, mesmo com quebras de receitas avultadas, para com o corporação dos Bombeiros Voluntários de Oliveira de Azeméis e Vale de Cambra. A empresa doou ácido peracético puro, usado para limpeza dos equipamentos cervejeiros, para converter em 200 mil litros de desinfetante às duas corporações.

Veja a conversa clicando no play do vídeo que segue:

AZEMÉIS.NET é o jornal online de Oliveira de Azeméis (criado em agosto de 2019) pensado em promover o que de melhor se faz no concelho. É um projeto que olha para o território, e a nossa gente, pela positiva e que quer puxar pelo orgulho oliveirense. Procuraremos ser a pegada digital para demonstrar que Azeméis é realmente vida... e que somos vivos!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui