Segunda-feira, 4 de Março de 2024
Segunda-feira, 4 de Março de 2024

Centro Hípico de Loureiro está à venda por (quase) € 1 milhão

Centro Hípico de Loureiro está sem atividade
Centro Hípico de Loureiro está sem atividade

O Centro hípico de Loureiro nasceu em 2005 da vontade e investimento do empresário Albino Soares, proprietário da Albigroup, onde estão inseridas a InovBetão, A Construtora de Loureiro, e a Lasertig, que tem paixão pelo mundo do hipismo e dos cavalos. Foi o primeiro centro hípico existente no concelho de Oliveira de Azeméis (entretanto nasceu outro na freguesia de Carregosa), e durante muito tempo destacou-se pelas suas aulas de classes de iniciação, aperfeiçoamento, saltos, e também nas modalidades de hipoterapia e terapia equestre. Foi também um centro de grande relevo na região, dando notoriedade ao concelho de Oliveira de Azeméis, que recebeu importantes provas equestres a nível nacional. Mas há muito tempo que as instalações que albergavam um centro hípico ativo, passou a ser um deserto.

Albino Soares diz, em declarações ao Azeméis.Net, que construiu o centro hípico quando os filhos eram uns grandes entusiastas do mundo dos cavalos, e que desistiu de investir quando os mesmos filhos perderam o interesse. “Nessa altura aluguei o terreno a uma pessoa, e em troca só tinham de deixar lá alguns cavalos meus e alimentá-los. Passado algum tempo vi um terreno abandonado, maltratado, com muitas ervas altas e decidi vender. Vendi a um empresário inglês”, revela o empresário.

Publicidade

O único objetivo do empresário inglês é mesmo fazer negócio com o terreno, e não voltar a dar vida àquele que já foi o centro hípico de Loureiro. As instalações estão à venda em várias imobiliárias, e algumas delas dedicadas ao mercado de luxo. O valor pedido ascende a quase um milhão de euros, e o imóvel é descrito como sendo um “excelente terreno urbano, com Centro Hípico, em Oliveira de Azeméis, muito bem estruturado, construído e equipado, observando os mais altos padrões de qualidade”.

Realça também a “ótima localização, junto ao nó da Autoestrada A1 e A29, na saída Estarreja/Oliveira de Azeméis“, e “com bons acessos e com excelentes condições para construção de centro empresarial e industrial, ou centro de logistica, face ao enquadramento com a zona Industrial do Loureiro/Oliveira de Azeméis, centro Industrial de Estarreja e Centro Empresarial da Quimigal/Estarreja”.

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

LEIA TAMBÉM

Leia também

+ Exclusivos

Os ARTIGOS MAIS VISTOS