Terça-feira, 27 de Setembro de 2022
Terça-feira, 27 de Setembro de 2022
Publicidade

Projeto do consórcio AECOA/INOV apoia criação de 12 startups

Dar a conhecer o projeto WAKE UP 4.0 e motivar os jovens para a adesão a este programa de empreendedorismo qualificado são os objetivos básicos das várias visitas a estabelecimentos de ensino, que têm sido promovidas nos últimos meses. Os alunos dos cursos de Tecnologia e Sistemas de Produção, Design de Produto e Tecnologia, e bolseiros de I&D da Escola Superior Aveiro Norte – Universidade de Aveiro (ESAN-UA) foram os primeiros a receber os representantes das entidades promotoras (AECOA e INOV INESC), seguindo-se os seus colegas do curso de Engenharia Eletrotécnica, no âmbito da disciplina de Empreendedorismo e Inovação, da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda (ESTGA), também da UA. A Escola Secundária João Gonçalves Zarco, de Matosinhos, abriu as suas portas ao projeto muito recentemente, com os estudantes dos cursos de Ciências e Tecnologias e Profissional Técnico de Informática – Sistemas a ‘acordarem’ para o WAKE UP 4.0. A agenda marca já mais visitas, nomeadamente à Escola Profissional de Aveiro (EPA) e ao Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP).

Publicidade

Estas sessões de sensibilização junto do público-alvo do projeto WAKE UP 4.0 @ Promoting Entrepreneurial Spirit and Innovate Start-Ups for Industry pretendem estimular o espírito empresarial dos estudantes e demonstrar a relevância deste programa para a sua inserção na vida ativa e profissional. Estimulá-los e capacitá-los para os domínios do empreendedorismo qualificado, e motivá-los para a criação da sua empresa de base tecnológica e alinhada com a indústria 4.0 são outras das finalidades deste projeto, desenvolvido pela Associação Empresarial do Concelho de Oliveira de Azeméis (AECOA) em consórcio com o Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores Inovação (INOV) de Lisboa.

Paciência ‘qb’ é virtude do empreendedor

Estes workshops, denominados ‘Waking-Up Entrepreneurial Spirit and Ideas’, têm incluído apresentações de casos de sucesso de empreendedorismo, como o exemplo do jovem engenheiro eletrónico, Danilo Saraiva, e dos seus “cacifos inteligentes”, popularizada agora pelos CTT (Cacifos 24h). Estes “cacifos inteligentes” pretendem dar resposta a mercados com necessidade de armazenamento flexível e seguro de bens e entrega de encomendas. “A solução dispõe de interface táctil e leitor RFID, plataforma de gestão, possibilita a ligação a ERPs e a sistemas de entrega de encomendas last mile, incluindo produtos com necessidade de temperatura controlada”.

Recorde-se que a génese desta ‘invenção’, então uma verdadeira ideia inovadora, passou pelas mãos (ou melhor, pela cabeça) deste jovem especialista, formado pela Universidade de Aveiro e ao serviço da empresa ‘Micro IO’, e data de 2013, ano em que começou a desenvolver o projeto. Só quatro anos depois é que a primeira unidade foi vendida, tendo Danilo Saraiva confessado mesmo que “por várias vezes o projeto esteve para ser abandonado”. Valeu a persistência e a paciência do jovem e, sobretudo – como fez questão de frisar – “a confiança e aposta da empresa na inovação e no empreendedorismo dos seus colaboradores”.

Efetivamente, a postura de um empresário de sucesso, empreendedor e dinâmico, carateriza-se pela persistência, resiliência e paciência, pois uma ideia/ projeto vai-se construindo ao longo do tempo, quantas vezes longo demais para quem é novo e pretende evoluir rapidamente no mundo do trabalho. Para além disso, a curiosidade, a flexibilidade, a capacidade de adaptação, bem como a vontade de aprender e a motivação, entre múltiplas outras variáveis, fazem parte do respetivo processo de construção de um empreendedor verdadeiramente digno desse nome.

Prémios e bolsas de incentivo

Importa lembrar que este projeto do consórcio AECOA / INOV, que pretende apoiar a criação de start-ups com aplicação na indústria 4.0 para jovens empreendedores, facilitará o acesso a conhecimentos nas áreas de criação e planos de negócio, ferramentas/ programas de financiamento, marketing e comunicação. Serão disponibilizadas sessões de interação com mentores empresariais e científicos, e com empresas e empreendedores de sucesso.

A criação de uma rede de parceiros e mentores é outra peça-chave do projeto. Esta acompanhará e estimulará as novas gerações para o empreendedorismo e inovação, nomeadamente através de um programa de mentoria e coaching, que permitir-lhes-á desenvolver o seu negócio. Mas este projeto não se fica por aqui. O WAKE UP 4.0 irá apoiar os novos empresários com prémios para as melhores ideias e bolsas de incentivo para o respetivo desenvolvimento.

Se és jovem, queres concretizar a tua ideia de negócio e ainda habilitares-te a apoios, não te distrais: Consulta já a plataforma wake-up.tech

O projeto WAKE UP 4.0 @ Promoting Entrepreneurial Spirit and Innovate Start-Ups for Industry é financiado pelo Portugal 2020, no âmbito do Programa Operacional Competitividade e Internacionalização, no montante de 454.217,11 euros, dos quais 386.084,54 euros são provenientes do Fundo Social Europeu (FSE).  

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Publicidade

LEIA TAMBÉM

Relacionados

+ Exclusivos

Os ARTIGOS MAIS VISTOS