Bruno Costa começou a treinar na UD Oliveirense, e já esteve no FC Porto

O jogo da terceira eliminatória Taça de Portugal será um jogo de emoções… condicionadas, por causa do Covid-19, o vírus pandémico de 2020. A equipa de Oliveira de Azeméis joga contra Paços de Ferreira, uma equipa de Primeira Liga, e quis o destino que nessa equipa estivesse este ano a jogar Bruno Costa, um filho da terra, natural de São Roque, que começou a dar os primeiros toques de bola no Centro de Formação Ápio Assunção, em Oliveira de Azeméis.

Publicidade

“Ele ficou muito satisfeito, e já me prometeu a camisola do jogo para recordar este jogo de emoções.Ele é um filho da terra. É oliveirense. Morou em São Roque desde que nasceu.”, diz Renato Costa, o pai do craque de futebol, em conversa com o Azeméis.Net para o lançamento do jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal.

Apesar de ser do concelho de Oliveira de Azeméis, e de gosta da UD Oliveirense, Renato Costa diz que neste jogo trocerá pela vitória do filho. “Como qualquer pai deseja o melhor para o seu filho, claro que mentiria se dissesse que queria a vitória da Oliveirense”, confessa.

Este jogo de emoções fica estragado pelas restrições impostas pela Direção-Geral de Saúde. “Será o jogo da equipa da minha terra contra o meu filho. É pena não poder ver o jogo ao vivo, mas já está combinado que irei esperá-lo ao autocarro”, conta o progenitor.

Renato Costa, pai de Bruno Costa

Da UD Oliveirense ao FC Porto

Bruno Costa deu os primeiros toques de bola na UD Oliveirense. Tinha quatro anos. Mas o pai não ficou convencido com a equipa técnica. “O Bruno não ficou porque não quisemos. Treinou duas ou três vezes, mas era uma treinadora e na altura não gostei da forma como dava os treinos, porque na altura metia os miúdos com uma bola e lidava pouco a eles. Mas penso que o Bruno também iria decidir porque o Bruno mesmo com essa idade já queria muito futebol e gostava de ser treinado bem”, revela.

Seguiu-se o Milheiroense, quando ainda não tinha celebrado os cinco anos de idade. “Depois quando passou para o Milheirós aconteceu o mesmo, mas aí já jogou oficialmente. Mas os treinos tb eram maus, chovendo não havia treino. O próprio Bruno vinha para o carro a chorar. Foi aí que o levei para o Feirense. Aí sim, treinavam bem. Nessa altura, o Bruno foi treinado por Tiago Oliveira, que é atualmente adjunto de Jorge Jesus”, revela Renato Costa.

Nos primeiros treinos na UD Oliveirense
Quando esteve nas camadas de formação do Feirense, Bruno Costa jogou contra a UD Oliveirense

Em 2008, quando tinha 11 anos, Bruno Costa foi para o FC Porto. “Elementos do clube vieram procurar-me. O Bruno foi fazer dois treinos com o escalão dele, que era o escalão de Iniciados, ao Olival, e pronto ficou”, revela Renato Costa. E até poderia ter sido mais cedo, mas o pai do jogador foi adiando aquilo que seria inevitável. “O Bruno via os colegas a irem para o Benfica e para o Sporting, e ele nada. E perguntava-me: ‘pai eu jogo bem e ninguém me quer?’. Sem ele saber que eu, como ele ainda era muito pequeno, achei que ainda não era altura de o deixar sair daqui de perto. Mas quando chegou a altura claro que deixei e perguntei-lhe se queria ir treinar ao Futebol Clube do Porto por dois treinos. Claro que ele aceitou. Ele é portista desde que nasceu, sócio desde o primeiro ano de vida, ficou nas nuvens”, conta Renato Costa. 

A saída do FC Porto à procura de novas oportunidades

Foi campeão nacional pelo FC Porto na última época, brilhou nas competições europeias, mas no início deste ano Bruno Costa acabou por sair a título definitivo do FC Porto. Foi vendido ao Portimonense, e no último mercado de transferência o clube algarvio chegou a acordo com o Paços de Ferreira para o empréstimo do jogador.

Sobre a saída de Bruno Costa do seu clube de coração, o pai do jogador diz que o craque lidou bem com a situação. “O Bruno lidou muito bem porque foi ele que quis ter outras oportunidades para poder jogar mais, e quem sabe um dia voltar”, revela Renato Costa.

O jogador já marcou um golo esta época. Foi de grande penalidade contra o… FC Porto, em jogo referente à 6.ª jornada que os castores venceram por 3-2. Não comemorou, e pediu desculpa. Se acontecer o mesmo contra a UD Oliveirense no jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal, é muito provável que o cenário se repita. Afinal de contas será um jogo de emoções.

No description available.
O momento que Bruno Costa marcou de grande penalidade contra o FC Porto na 6.ª jornada da Liga NOS
AZEMÉIS.NET é o jornal online de Oliveira de Azeméis (criado em agosto de 2019) pensado em promover o que de melhor se faz no concelho. É um projeto que olha para o território, e a nossa gente, pela positiva e que quer puxar pelo orgulho oliveirense. Procuraremos ser a pegada digital para demonstrar que Azeméis é realmente vida... e que somos vivos!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui