Sexta-feira, 14 de Junho de 2024
Sexta-feira, 14 de Junho de 2024

Negócio imobiliário. Duas torres de habitação, lojas comerciais e um novo ‘pick & go’

> Autarquia vai ter direito a nove lojas comerciais no novo empreendimento que nascerá na rotunda do Rainha, e ainda negociou a construção de uma nova paragem de autocarros.

No terreno para foi previsto no passado a construção do centro comercial Azeméis Grand-Plaza vai nascer um novo empreendimento com duas torres de habitação, que terão garagem subterrâneas, várias lojas comerciais, e um novo ponto de ancoragem de mobilidade (Pick & Go) nas suas traseiras. A empresa detentora do novo empreendimento ainda fica responsável por obras de melhoria, de mais de 100 mil euros, na conhecida rotunda do Rainha.

Na última reunião de executivo municipal foi discutido o contrato de urbanização para a “execução de arranjos no exterior na rotunda do Largo Luís de Camões e na Rua António Marques” (ponto aprovado por maioria, com a abstenção dos vereadores do PSD), e o presidente da autarquia, Joaquim Jorge, revelou mais alguns pormenores sobre o investimento que já poderá começar a qualquer momento uma vez que já existe licenciamento para a sua construção. 

Publicidade

Irão nascer novos apartamentos distribuídos por duas torres, e no mesmo empreendimento serão construídas várias lojas comerciais. Nove delas passarão para a propriedade do município que poderá fazer delas o que quiser. “Poderão ser instalados serviços públicos ou podem ser concessionados a privados”, disse Joaquim Jorge na mesma reunião.

Nova paragem de autocarros

Das nove lojas a serem atribuídas ao município, há uma que servirá de apoio à nova paragem de autocarro a ser construída nas traseiras do investimento. “Servirá para termos um ponto de bilhética e uma sala de espera para os passageiros”, avançou o autarca. 

O projeto deste empreendimento indica que haverá quatro paragens de autocarros que serão protegidas para uma pala superior a ser construída. Esta ideia partiu do município que pretendeu antecipar desde já as anunciadas obras de requalificação da Linha do Vale do Vouga.

Para o presidente do município é importante que haja neste local um novo ponto de ancoragem de transportes públicos de forma a permitir aos passageiros que saiam do comboio e acedem rapidamente a um local em que possam partir para outros destinos. 

Esta decisão faz parte também de uma estratégia do executivo municipal que que quer disseminar pela cidade vários pontos de ancoragem de viaturas de transporte públicos para que as pessoas tenham possibilidade de aceder aos diversos modos de mobilidade, uma vez que consideram que, hoje em dia, a ideia de um centro de transportes localizado num único ponto é um conceito ultrapassado.

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

LEIA TAMBÉM

Leia também

+ Exclusivos

Os ARTIGOS MAIS VISTOS