Segunda-feira, 24 de Junho de 2024
Segunda-feira, 24 de Junho de 2024

Município vê com bons olhos acordos de cooperação com Camaçari para atrair cluster automóvel

Uma comitiva da Prefeitura de Camaçari esteve no concelho, no final do mês de julho, a convite da empresa oliveirense PTC Group. Visitaram a realidade do concelho e foram criadas pontes para os primeiros acordos. A energia verde também esteve na ordem do dia
Facebook
Twitter
Email
WhatsApp

A PTC Group irá abrir a terceira escola técnico profissional (depois de Oliveira de Azeméis e Belo Horizonte), a PTC Academy, em Camaçari, situada no município do estado da Bahia, no Brasil, sendo a segunda cidade mais populosa da Região Metropolitana de Salvador. Tendo em conta este investimento, o CEO da empresa oliveirense, Tiago Monteiro, convidou uma comitiva da Prefeitura de Camaçari, liderada pelo Secretário do Desenvolvimento Económico, Waldy Freitas,  a visitar a sede da PTC Group, no final do mês de junho, e a conhecer a realidade da empresa bem como o projeto que será implementado.

A comitiva brasileira acabou por aproveitar a deslocação para ter a oportunidade de criar pontes com mais empresas do concelho bem como com o município de Oliveira de Azeméis. Waldy Freitas, Secretário do Desenvolvimento Económico de Camaçari, comentou, durante a recepção na autarquia oliveirense que “a cidade de Oliveira de Azeméis tem muitas semelhanças com Camaçari na questão industrial, inclusive já tem algumas grandes empresas instaladas no Brasil”, dando como exemplo o Grupo Simoldes. Em Camaçari estão instaladas empresas como a BYD, Ford e Continental.

Publicidade

Esta foi a sexta visita de Waldy Freitas a Oliveira de Azeméis – pela sua ligação ao concelho -, mas a primeira oficial como membro da Prefeitura de Camaçari. “Viemos buscar a integração que temos de empresários aqui de Oliveira de Azeméis com o nosso município. Cada um transmitiu um pouco de como  podemos nos ajudar mutuamente. Então, essa missão foi muito importante”, afirmou ao azeméis.net.

Joaquim Jorge, presidente da câmara municipal de Oliveira de Azeméis, detetou oportunidades para futuros acordos de cooperação entre os dois municípios. “É muito importante recebermos responsáveis, personalidades ilustres de um país amigo, um país irmão, e sobretudo representantes de uma região, Camaçari Salvador da Bahia, que tem também uma forte dinâmica industrial. Tem uma presença de indústria petroquímica muito relevante, e conforme tivemos oportunidade de ver tem uma indústria também muito rica e muito diversificada ou seja aqui em alguma semelhança alguma aquilo que temos no nosso concelho. É evidente que percebemos que esta é uma região com um potencial enorme e interessa-nos muito estreitar laços e criar pontes com territórios que tem também enorme responsabilidade no sector  automóvel. Temos aqui reunidas as condições para procurarmos estabelecer acordos de cooperação que permitirão aos dois territórios desenvolver sinergias de forma a criar escala e  dimensão, e eventualmente podermos atrair para os nossos territórios e investimento internacional que é isso que ambos os municípios desejam”, considerou o autarca no final da recepção da comitiva brasileira na sala de reuniões da autarquia e que marcou o primeiro evento oficial em Oliveira de Azeméis.

PTC Group continua a evoluir no Brasil

A PTC Group tem apostado e crescido em território brasileiros nos últimos anos. Iniciaram com 40 colaboradores, a pandemia reduziu a equipa para três, e atualmente os negócios da empresa albergam 700 trabalhadores. 

Tiago Monteiro, CEO da empresa oliveirense, tem passado grande parte do seu tempo no Brasil. Está a fazer crescer a empresa em território brasileiro. O próximo desafio será a criação da terceira PTC Academy. “O Brasil é um país que está em grande crescimento. Existe uma necessidade muito grande de formação técnica. A PTC tem hoje aqui em Portugal a PTC Academy. estamos com um projeto já a avançar em Belo Horizonte como uma escola aberta ao público e também para as empresas, e a segunda escola no Brasil será em Camaçari. Haverá necessidade de trabalhadores porque vai para lá uma nova nova OEM (Original Equipment Manufacturer)”, explica.

O empresário oliveirense esperar regressar definitivamente a casa no final do ano, e ter a oportunidade de voltar a passar mais tempo na sede da empresa, em Oliveira de Azeméis. 

Mitjavila pisca olho ao mercado brasileiro

A Mitjavila foi a segunda empresa visita pela comitiva da Prefeitura de Camaçari. Luis Bastos, CEO da empresa em Portugal, fez uma visita guiada, e mostrou a realidade da empresa cujo negócio principal é a produção de toldos, mas também produzem outro tipo de produtos. O mercado brasileiro é um objectivo claro da empresa instalada em Nogueira do Cravo. 

“A Mitjavila está sempre à procura de novos mercados é um grupo internacional hum nós procuramos sempre novas oportunidades de negócio novos canais de venda. O Brasil é um país que tem o perfil para ser um cliente nato dos nossos tipos de produtos. Sendo nós produtores de proteção solar e tudo o que tem a ver com energias renováveis, Salvador da Bahia é uma zona muito forte nessa área.  Esta visita da comitiva de Camaçari é é uma oportunidade de ouro que nós devemos tentar aproveitar ao máximo”, disse Luís Bastos ao azeméis.net

Energia Verde na ordem do dia

Na comitiva da Prefeitura da Camaçari veio Ricardo Galvão, diretor de negócios da Quinto Energy, com o objectivo de apresentar soluções de energias verdes. “Estou  aqui em Portugal para apresentar o nosso projeto, que é um projeto inovador, baseado na questão da produção de hidrogênio verde e seus derivados. Nós temos uma capacidade hoje de entrega de catorze giga o que equivale a praticamente cinquenta por cento das energias renováveis que se encontra por exemplo em Portugal. O nosso objetivo está aqui em Portugal buscando e investidores que possam acreditar nesse projeto que não só pode fazer uma revolução energética, mas mudar a visão de um mundo melhor”, afirmou ao azeméis.net.

Com esta presença em Oliveira de Azeméis, houve a oportunidade de estabelecer um primeiro contacto com o Grupo Simoldes, empresa com área de produção e território oliveirense, que também tem demonstrado sensibilidade a questões relacionadas com o energia verde.

Temos aqui reunidas as condições para procurarmos estabelecer acordos de cooperação que permitirão aos dois territórios desenvolver sinergias de forma a criar escala e  dimensão

Joaquim Jorge, presidente da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis

A cidade de Oliveira de Azeméis tem muitas semelhanças com Camaçari na questão industrial

Waldy Freitas, Secretário do Desenvolvimento Económico de Camaçari

_____

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Relacionados

Os melhores exclusivos

No posts found

Os mais populares