EB Ângelo Azevedo 20 anos. Um exemplo de sucesso que “promove a inovação e a integração”

Comemoração. O secretário de Estado da Educação, António Leite, marcou presença na sessão comemorativa dos 20 anos de uma escola que aos olhos do seu diretor, António Figueiredo, é um exemplo de sucesso.

0
O secretário de Estado da Educação esteve presente nas cerimónias dos 20 anos da EB Ângelo Azevedo e inaugurou obra de Paulo Neves alusiva à data

António Leite já tinha estado presente na Escola Básica Comendador Ângelo Azevedo enquanto Diretor Regional da Direção Regional de Educação do Norte, cargo que ocupou entre 2009 e 2011, e foi nessa altura que teve oportunidade de conhecer “ainda em vida” o patrono da escola aniversariante. Agora, como governante relembrou esse facto para sublinhar a importância da memória. “É importante termos memória, porque nós somos o que somos hoje, porque, algum tempo antes de nós, houve quem fosse o que foram antes”, afirmou.

Publicidade

A sessão comemorativa foi marcada pela homenagem a todos os que consolidaram o percurso deste estabelecimento de ensino e pelo desafio de continuar a afirmar a escola pública num mundo em permanente mudança.

O  vice-presidente da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis, Rui Luzes Cabral, referiu que as duas décadas de existência representam a “vitória da persistência e do cuidado em fazer bem”.

Já o diretor do Agrupamento de Escolas Dr. Ferreira da Silva, António Figueiredo, considerou o aniversário um “tributo à educação, uma homenagem aos atores que nela trabalharam e aos que hoje dão o seu contributo por uma juventude corajosa, a favor do seu sucesso e da sua felicidade”.

Cumpridos 20 anos de serviço escolar, o responsável máximo pelo agrupamento onde está inserida a Escola Básica Comendador Ângelo Azevedo fez um “balanço positivo” do trabalho feito por esta instituição escolar, enfatizando a ideia que nas duas décadas de vida tornou-se “num exemplo de sucesso”. Assinalou que “a identidade” da escola foi edificada com “responsabilidade, rigor e planeamento”, condimentos que, no seu entender, fizeram nascer um ensino “de qualidade”, que preza e preserva a diferença» e que promove a inovação e a integração”.

“MAIS DO QUE UMA ESCOLA”

O vice-presidente da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis, com o pelouro da Educação, Rui Luzes Cabral,  considerou que a Escola Básica Comendador Ângelo Azevedo é “mais que uma escola”,  porque “hoje as escolas têm que ser mais do que lugares onde recebemos a nossa instrução básica ou conhecimentos técnicos, elas têm de ser incubadoras de humanismo, um espaço de liberdade e de construção de consciências cívicas”

A escola aniversariante, bem como as que fazem parte do agrupamento Dr. Ferreira da Silva, são, na opinião do autarca, “um espaço de construção de uma cidadania ativa e consciente”, constituindo “uma oportunidade para se esbater barreiras e preconceitos, possibilitando o crescimento do humanismo através da arte, da cultura e do património”.

Escola Pública para todos

O secretário de Estado da Educação, António Leite, vincou durante o seu discurso o desígnio de haver escola pública para todos. Homenageou a Escola de São Roque pelos “vinte anos de escola pública, no acesso ao conhecimento e à educação” numa sociedade marcada pela evolução e pelo conhecimento onde “não podemos exigir tudo à escola e ficar à espera que ela responda a tudo”.

Numa mensagem mais abrangente, o governante garantiu que a escola pública para todos não cederá um milímetro na sua missão.“Não ceder um milímetro para que, na sociedade portuguesa, todos tenham mais conhecimento e mais qualificações” é “missão” da Escola pública para as próximas duas décadas.

Salientou ainda que foi conseguida “uma aproximação” dos resultados dos alunos oriundos de meios socioeconómicos mais desfavorecidos aos resultados da média de alunos. “A Escola não criou a pobreza”, sentenciou, em resposta direta a um artigo escrito no jornal Expresso pelo ex-ministro da Economia, Daniel Bessa.

___
Pormenores

“As árvores da Nossa Escola”
No dia em que a Escola de São Roque celebrou 20 anos foi também publicado o livro “As Árvores da Nossa Escola”, de Paula Clímaco, um guia fotográfico, das espécies verdes que se podem encontrar na escola. Este projeto nasceu após protocolo entre o Agrupamento de Escolas Dr. Ferreira da Silva e o Jardim Botânico da Universidade de Coimbra.

Oferta
O secretário de Estado da Educação recebeu um ramo de flores da mão da neta do Comendador Ângelo de Azevedo como forma de agradecimento pela sua presença.

*Artigo publicado no jornal Azeméis.Net número 4
AZEMÉIS.NET é o jornal online de Oliveira de Azeméis (criado em agosto de 2019) pensado em promover o que de melhor se faz no concelho. É um projeto que olha para o território, e a nossa gente, pela positiva e que quer puxar pelo orgulho oliveirense. Procuraremos ser a pegada digital para demonstrar que Azeméis é realmente vida... e que somos vivos!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui