BMW X1 xDrive25e: Eficiência alemã

Mais um SUV de tecnologia híbrida plug in, com o X1 a utilizar a mesma mecânica do MINI Countryman PHEV, embora com linhas menos exuberantes. Uma versão mais refinada que as variantes a combustão e que se adquirida por via empresarial usufrui de importantes benefícios fiscais.

0
O Parque de La Salette foi um dos lugares que visitámos com o BMW X1 xDrive25e

As vendas da BMW no mercado empresarial foram durante anos quase exclusivamente de modelos equipados com motores diesel. Ao longo dos últimos anos essa realidade mudou, e atualmente são as versões híbridas plug in as mais procuradas. O X1 xDrive25e não só e uma opção mais amiga do ambiente como aproveita os benefícios fiscais (abatimento da totalidade do valor do IVA e redução de 50 % nas taxas de tributação autónoma), que o Estado (ainda) vai disponibilizando para as empresas.

Publicidade

Os números do X1 xDrive25e

A animar este X1 de “ligar à corrente” temos dois motores, cada um a impulsionar um eixo. A puxar as rodas dianteiras temos um bloco 1.5 litros de três cilindros que debita 125 Cv e 220 Nm e surge acoplado à caixa automática de seis velocidades Steptronic. Já nas rodas traseiras encontramos um motor elétrico com 95 Cv e 165 Nm de binário, alimentado pela energia armazenada em bateria de iões de lítio (colocada sob o piso da mala) de 10 KWh de capacidade. Esta solução de dois motores permite a este X1 ter tração integral (como a designação xDrive indica). Contas feitas temos ao nosso dispor 220 Cv de potência máxima combinada e 385 Nm de binário. Números que permitem ao mais pequeno dos SUV da BMW acelerar dos 0 aos 100 km/h em 6,9 segundos e alcançar uma velocidade máxima de 193 km/h.

Exteriormente este X1 pouco difere das versões de combustão.  É preciso procurar a discreta porta de carregamento ou os logótipos que denunciam qual é a versão. Tal como no exterior, também no interior as diferenças não são muitas, resumem-se a pouco mais que um par de menus específicos no excelente sistema de infoentretenimento e ao botão adicional que nos permite escolher circular em modo 100% elétrico ou num dos outros três modos disponíveis.

Com um interior sóbrio, X1 apresenta a habitual qualidade de materiais e montagem a que a marca alemã nos habituou ao longo dos anos. Uma imagem de marca que neste caso se nota ainda mais quando circulamos apenas em modo elétrico, pois não se ouve qualquer barulho vindo dos plásticos ou outro material.  

O espaço para os ocupantes está em bom nível, sendo maior diferença entre este e os outros X1 a capacidade da mala que desceu dos 505 litros para os 450 litros, para albergar a bateria.

Autonomia q.b.

A autonomia anunciada pela marca varia entre os 49 Km e os 52 km, números que não fogem muito da realidade. Ao longo do teste conseguimos percorrer cerca de 40 km em modo 100% elétrico sem grandes preocupações. Quando a bateria acaba e o motor 1.5 a gasolina entra ao serviço e o X1 passa a funcionar como um híbrido convencional, com os consumos a subirem para a casa dos 6 a 7 litros. Valores ainda assim interessantes para um carro a gasolina com mais de 1800 kg de peso. Sendo um híbrido plug in importa carregar (cerca de 4 horas numa tomada doméstica) as baterias sempre que possível, se o fizermos com frequência não é difícil andarmos a maioria das vezes em modo 100 % elétrico (sobretudo em cidade) e fazer médias de 3,5 a 4 litros por cada 100 km percorridos. O funcionamento do sistema híbrido é quase impercetível, o liga/desliga do motor 3 cilindros a gasolina é pouco ou nada sentido no interior.

Dinamicamente, o X1 xDrive25e é quase igual a qualquer outro BMW. Apesar do peso mais elevado a suspensão consegue um bom compromisso entre conforto e comportamento e os 220 Cv permitem acelerações expeditas e recuperações de bom nível.

Capaz de consumos capazes inferiores a alguns diesel, o BMW X1 xDrive25e é uma solução muito interessante para o mercado dos veículos de serviço das empresas ou para particulares que privilegiem uma condução em modo 100 % elétrico.  Os preços de tabela do X1 xDrive25e começam nos 49.500 euros (já com IVA). Esta versão está disponível para ensaio no concessionário Caetano Baviera, em Santa Maria da Feira.

AZEMÉIS.NET é o jornal online de Oliveira de Azeméis (criado em agosto de 2019) pensado em promover o que de melhor se faz no concelho. É um projeto que olha para o território, e a nossa gente, pela positiva e que quer puxar pelo orgulho oliveirense. Procuraremos ser a pegada digital para demonstrar que Azeméis é realmente vida... e que somos vivos!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui