Segunda-feira, 22 de Abril de 2024
Segunda-feira, 22 de Abril de 2024

A saída de Fábio Pereira… já era esperada

> Na edição do último ano de 2023 falo sobre a saída do técnico Fábio Pereira da UD Oliveirense.

O ano termina com uma má notícia para os amantes do desporto. Fábio Pereira deixa o comando técnico da UD Oliveirense. Já aqui tinha feito a minha declaração de interesses. Sou fã do mister Fábio Pereira. É um técnico cheio de talento, a que se alia garra e ambição. É efetivamente uma grande perda. Mas, na verdade, já sentia que o iríamos perder. Foi agora, porque Fábio Pereira tinha a sua espera a sua cadeira de sonho, e o seu clube de coração, mas estou certo que caso não tivesse aparecido esta oportunidade, o técnico sairia no final da época, com o final do seu contrato) se nada de extraordinário fosse feito.

As notícias que deram conta da possibilidade da transferência de Fábio Pereira para o Ac. Viseu, colocaram inevitavelmente o técnico no mercado. Só o facto de se ter revelado que a havia espaço para negociações, foi uma demonstração evidente que o técnico madeirense não continuaria muito mais tempo no clube. Receberia convites de outros clubes com maior argumentos financeiros.

E eu percebo porquê. E no lugar de Fábio Pereira faria a mesma coisa. Foram prometidas contratações no início da época que não chegaram a ser concretizadas. Durante três anos, Fábio Pereira fez omeletes sem ovos. Tornou impossíveis, em possíveis. Não pediu muito. E do pouco que pediu, foi difícil de concretizar. 

O plantel da UD Oliveirense de 2023/24 é curto demais para a II Liga. É curto para o objetivo de permanência. E, pelo que foi dado a perceber nas diversas conferências de imprensa, Fábio Pereira cansou-se de esperar pelas promessas.  É um homem que sempre demonstrou gratidão pela  UD Oliveirense, afinal foi o clube de Oliveira de Azeméis que foi o descobrir a Oleiros, mas também é verdade que sempre assumiu os seus objetivos. Assumiu publicamente o seu desejo em treinar na Primeira Liga.

Pela ambição do técnico madeirense, e pelo discurso da nova administração da SAD da União Desportiva Oliveira de Azeméis ao colocar o objetivo de chegar à primeira divisão no espaço de três a cinco anos, cheguei a sonhar que seria possível.

Com a saída de Fábio Pereira sinto agora que perdemos uma oportunidade concreta de sonhar em grande. Percebemos também outra coisa. Afinal a SAD da UD Oliveirense ainda não está capaz de investir numa subida à principal liga de futebol português, e até demonstrou que o investimento para cumprir o objetivo é reduzido.  

O senhor que se segue é Ricardo Chéu e merece todo o apoio dos adeptos do clube. Bom trabalho mister. 

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

LEIA TAMBÉM

Leia também

+ Exclusivos

Os ARTIGOS MAIS VISTOS