Sexta-feira, 14 de Junho de 2024
Sexta-feira, 14 de Junho de 2024

A impressionante realidade da Escola Secundária Soares Basto

> Fiz a minha formação do secundário, há mais de duas décadas, neste estabelecimento de ensino. Mas a atualidade nada tem a ver com o passado. 

No mês passado falamos sobre o Agrupamento de Escolas Soares Basto pelas piores razões: as queixas sobre as más refeições confeccionadas neste estabelecimento de ensino. Este mês falamos pelas melhores razões: a qualidade do seu ensino empresarial. 

Fiz a minha formação do secundário, há mais de duas décadas, neste estabelecimento de ensino. Mas a atualidade nada tem a ver com o passado. 

Primeira constatação. É um espaço com muito melhores infraestruturas e com uma planta completamente diferente. Não me perder no meio dos corredores foi um desafio. Segunda constatação: a qualidade de ensino melhorou muito devido às condições que hoje são apresentadas. Quando passei pelo secundário frequentei o curso de informática, e daquilo que me lembro fiz muita programação em papel. Hoje as coisas são bem diferentes. Na visita que fiz, integrado num grupo de vários empresários da região que participaram no primeiro encontro de Ensino Profissional promovido pela escola, vi alunos a montarem computadores de raíz, e fazerem programas que facilmente são vendáveis no mercado.

Mas o mais impressionante são as condições dos alunos dos cursos de mecânica e de eletrónica e automação. Entrando nas salas onde são normalmente lecionadas as aulas práticas deste curso vê-se que há um autêntico chão de fábrica, com máquinas de ponta, na Escola Secundária Soares Basto que faz certamente corar de vergonha muitas empresas do concelho. O futuro destes alunos só pode ser risonho. 

Estou certo que este era um cenário desconhecido da maioria dos oliveirenses, tal como estou certo que há outras instituições escolares do concelho boas condições e que lançam as bases de futuros empresários de sucesso no país e no mundo. 

Isto não é só teoria. É prática. Bruno Azevedo é um ex-aluno do curso de eletrotécnica da  Escola Secundária Soares Basto, tendo depois desenvolvido ainda mais competências na Universidade do Porto. Está ainda no início da sua vida empresarial, mas foi considerado pela conceituada revista Forbes, em 2020, como um dos melhores 30 talentos do Mundo com menos de 30 anos. Daremos conhecer este jovem empresário na edição do próximo mês. Até lá! 

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

LEIA TAMBÉM

Leia também

+ Exclusivos

Os ARTIGOS MAIS VISTOS