Quinta-feira, 1 de Dezembro de 2022
Quinta-feira, 1 de Dezembro de 2022
Publicidade

“90% dos equipamentos desportivos que apresentaram candidaturas ao PRID não estavam legais”

Revelação feita por Vítor Dias, Diretor Regional do Norte do IPDJ (Instituo Português da Juventude). Este é um flagelo nacional que também está presente no concelho de Oliveira de Azeméis.
Vítor Dias, Diretor Regional do Norte do IPDJ
Vítor Dias, Diretor Regional do Norte do IPDJ
Publicidade

Quando Vítor Dias, Diretor Regional do Norte do IPDJ marcou presença  na inauguração oficial do Centro de Treinos de Futebol Ápio Assunção, no início de abril, revelou uma realidade desportiva ainda não  muito conhecida: “Noventa por cento dos equipamentos desportivos candidatos ao PRID [Programa de Revitalização de Instalações Desportivas] não estavam legais. Ou porque não tinham documentação, ou não tinham alvará, ou não tinham licença de funcionamento. Isto é uma coisa que enquanto cidadão me incomoda. Saber que a 50 metros de minha casa tenho um pavilhão onde se desenrolam jogos de primeira divisão que estão ilegais não me deixa confortável. Quem é pai e coloca os filhos num pavilhão com estas condições também não se sente confortável com isso, e acha que isso não está bem. Temos todos de resolver isso”, disse em pleno relvado.

Este é um flagelo nacional que também está presente no concelho de Oliveira de Azeméis. Revelamos mais pormenores sobre este tema na edição número 4 do jornal Azeméis.Net já nas bancas, ou através deste link, exclusivo apenas para assinantes da versão digital.

Publicidade
Publicidade
Facebook
Twitter
Email
WhatsApp

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

LEIA TAMBÉM

Relacionados

+ Exclusivos

Os ARTIGOS MAIS VISTOS