Quarta-feira, 7 de Dezembro de 2022
Quarta-feira, 7 de Dezembro de 2022
Publicidade

Saiba como vai ser o próximo no lectivo nas escolas do concelho

O Ministro da Educação Tiago Brandão Rodrigues revelou que o regime de aulas presenciais é o preferido para o próximo ano escolar que começa entre "14 e 17 de setembro".
Publicidade

O presidente da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis já tinha dito na última Assembleia Municipal que haveria aulas em setembro no concelho de Oliveira de Azeméis. Agora o Ministério da Educação revela as datas e como tudo irá funcionar.

O próximo ano letivo, que terá início “entre os dias 14 e 17 de setembro” vai ter mais dias de aulas e menos dias de férias na Páscoa, anunciou esta sexta-feira o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues.

Publicidade

“Aumentámos o número de dias de aulas do próximo ano letivo encurtando a pausa letiva da Páscoa e prolongado a duração do ano letivo” para os anos de escolaridade “que não estão sujeitos a exame”, explicou o governante numa conferência de imprensa em que anunciou os moldes em que vai ser organizado o próximo ano escolar.

Há três cenários previstos: “presencial, misto e não-presencial”, sendo que o “regime preferencial” é o primeiro. As escolas “funcionarão em regime presencial com a possibilidade de uma gestão mais flexível dos horários, dos espaços escolares e dos créditos horários no sentido de serem cumpridas as normas de segurança”.

Ainda assim, e tendo em conta a imprevisibilidade da pandemia, os cenários “misto e não-presencial” funcionarão apenas em regime de contingência mas devem ser, desde já, preparados pelas escolas.

“Em contingência, tanto no regime misto como no não-presencial, irá privilegiar-se a manutenção do regime presencial para os alunos do pré-escolar, 1.º ciclo e 2.º ciclo”, bem como para os alunos da ação social escolar, “em risco ou em perigo”, alunos “para os quais a escola considera ineficaz a aplicação dos regimes misto ou não-presencial”, alunos “apoiados em respostas concretas” e crianças “apoiadas no âmbito do Sistema Nacional de Intervenção Precoce na Infância”.

As cinco primeiras semanas de aulas serão centradas na “recuperação e consolidação de aprendizagens”.

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

LEIA TAMBÉM

Relacionados

+ Exclusivos

Os ARTIGOS MAIS VISTOS