Terça-feira, 21 de Maio de 2024
Terça-feira, 21 de Maio de 2024

Rogério Cavaleiro, presidente do AC Cucujães, diz que assumiria descida de divisão e faz balanço da época

Com a decisão da Federação Portuguesa de Futebol em suspender o campeonatos não profissionais desta época sem subidas nem descidas, o AC Cucujães safou-se de descer do campeonato SABSEG para a 1.ª Divisão Distrital de Aveiro. Em declarações ao Azeméis.NET, Rogério Cavaleiro diz que há males que vem por bem, mas também vinca o facto de que não se importava de descer de divisão, explicando mesmo que preferia que o Cucujães descesse de divisão e que não houvesse pandemia COVID-19 no mundo.

“É um bocado a sorte, é. Como se costuma dizer há males que vem por bem, mas infelizmente, antes que o Cucujães descesse de divisão, que eu não me importava. Não ficava contente, mas preferia que não houvesse o COVID-19 e descer de divisão. Isto é lógico. Se a equipa descesse de divisão tínhamos mais oportunidades para subir novamente”, diz Rogério Cavaleiro.

Publicidade

O presidente do AC Cucujães confessa ainda que na reunião que a direção da AFA (Associação de Futebol de Aveiro) manteve com os associados numa reunião através de videoconferência, Rogério Cavaleiro diz que deixou os responsáveis máximos da associação “à vontade” porque apesar de ainda haver alguns pontos em disputa que permitiam o AC Cucujães sair da zona de despromoção, ele “assumiria sem problemas a descida” da sua equipa.

O que correu mal esta época ao AC Cucujães?

A época do AC Cucujães não estava a correr propriamente bem. A equipa apenas tinha conseguido amealhar 13 pontos em 23 jogos. Números que ditavam o lugar ocupar pela equipa do concelho de Oliveira de Azeméis: a última posição.

“No inicio da época era manter manutenção. Não estava a correr bem, mas são as circunstâncias da vida, é mesmo assim”, diz Rogério Cavaleiro.

Mas o que terá corrido mal para que a época tivesse corrido tão mal, questionámos. “Ha muitos factores que não correram bem. Pensávamos nós que tínhamos programado bem a época, e não conseguimos programar da forma que quisemos, e depois como todos sabem houve fatores extra, que não vou estar aqui a mencionar, que são que são muito, muito complicados”, responde Rogério Cavaleiro.

“Houve fatores extra, que não vou estar aqui a mencionar, que são que são muito, muito complicados”

Rogério Cavaleiro, presidente do AC Cucujães, justificando a má época do clube

Declarações exclusivas de Rogério Cavaleiro ao Azemeis.NET
Publicidade
Publicidade
Facebook
Twitter
Email
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

LEIA TAMBÉM

Leia também

+ Exclusivos

Os ARTIGOS MAIS VISTOS