O presidente da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis, Joaquim Jorge, anunciou uma série de medidas restritivas para travar o crescimento de casos confirmados com o vírus COVID-19 no concelho. “As novas medidas enquadram-se naquilo que já foi determinado e procuramos também, atendendo à situação específica, e à avaliação que fazemos da nossa situação concreta sermos ainda mais restritivos indo mais longe nas medidas que pretendemos adotar”, refere o edil oliveirense

Publicidade

As medidas comunicadas pelo líder do executivo camarário oliveirense, e que a seguir listamos, serão reavaliadas permanentemente, segundo o despacho assinado por Joaquim Jorge, de forma a adequar a sua eficácia à evolução da situação e à realidade com que o município seja confortado.

Comecemos por uma decisão que transita da primeira vaga. Os parques infantis continuarão a estar encerrados, bem como o skate park, campos de basquetebol, e equipamentos similares, e os equipamentos de manutenção física. Os bancos e mesas dos espaços públicos continuarão vedados.

Serão encerradas todas as instalações sanitárias públicas.

Encerramentos das Piscinas Municipais. Todas as aulas e atividades abertas à população em geral serão canceladas. Apenas há permissão para os treinos associados às competições desportivas.

A maioria dos equipamentos municipais serão encerrados, como são os casos de:

  • Biblioteca Ferreira de Castro
  • Centro Lúdico
  • Arquivo Municipal
  • Loja Interativa de Turismo
  • SIAC
  • Casa Museu Ferreira de Castro
  • Berço Vidreiro
  • Loja Ponto Já

É também obrigatório a suspensão de todas as atividades de lazer ou turismo promovidas pelo município, bem como a realização de visitas de estudo e passeios promovidos pelas Juntas de Freguesia, ou com recurso a transportes da sua responsabilidade.

Medidas restritivas

Nenhum dos eventos agendados até ao dia de hoje serão cancelados, no entanto, há a restrição até ao dia 30 de novembro de agendar novos eventos cuja organização esteja ao encargo do Município, nomeadamente, concertos, peças de teatro e teatro de revista, workshop’s, formações e conferência.

Estas restrições são alargadas às Juntas de Freguesia, que terão à sua responsabilidade a notificação das mais variadas entidades culturais e desportivas para que promovam a suspensão da realização de novos eventos culturais e e desportivos até ao dia 30 de novembro

No executivo camarário também há medidas restritivas. As reuniões quinzenais passarão a ser realizadas através de videoconferência.

O que é permitido

O executivo camarário decidiu manter aberto o atendimento presencial no Gabinete de Atendimento ao Munícipe (GAM), com a obrigatoriedade do atendimento por marcação, e de acordo com as regras de segurança. Contudo, informa o despacho, deverá privilegiar-se a prestação dos serviços de atendimento aos munícipes através dos meios digitais e de atendimento telefónico pelas linhas dedicadas para o efeito.

Também foi decidido continuar a autorizar-se a realização das feiras no nosso concelho, tal como já informámos aqui.

+ Clique neste link para ver a conferência de imprensa completa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui