PSD acusa autarquia de números “manipulados e falseados” nas medidas de combate à pandemia

Os vereadores sociais-democratas afirmar em conferência de imprensa que dos três milhões de euros anunciados pela autarquia com investimento em medidas de combate ao Covid-19, apenas um milhão de euros configuram reais medidas de apoio. E também consideram que a taxa de execução real das medidas Covid-19 é de apenas 22,5%, ao contrário dos 88,7% anunciados pelo presidente da autarquia.

0

Após a conferência de imprensa do presidente da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis, Joaquim Jorge, prestou contas sobre o investimento executado nas medidas de combate ao Covid-19 em 2020, que pode ler aqui, e anunciou um reforço de investimento para minimizar o impacto da pandemia em 2021, que pode ver clicando aqui, os vereadores sociais-democratas convocaram um encontro com a imprensa para darem o seu parecer sobre as contas apresentadas.  A principal ideia transmitida foi que os números apresentados pela autarquia não correspondem à verdade.

“São números completamente manipulados e falseados de forma a criar a confusão e enganar os oliveirenses sobre aquela que foi a atuação deste executivo face aos desafios da pandemia. Não podíamos calar, sob pena de sermos coniventes com esta mentira”, disse Carla Rodrigues, em representação de todos os vereadores do PSD, durante a conferência de imprensa que pode ver na íntegra no vídeo publicado no início deste artigo.

Os sociais-democratas contestam a taxa de execução é de 87,9% anunciada pelo presidente da autarquia. “Na realidade a taxa de execução é de apenas 22,5%“, diz a vereadora do PSD. É na área dedicada ao apoio à economia do concelho que o executivo liderado Joaquim Jorge recebe as maiores críticas da oposição. “Incluir no pacote das medidas de apoio social e económico o reforço de dotação do PPI para investir na melhoria das condições das zonas industriais ou a redução da taxa de IMI para 0,3 por cento, visou única e exclusivamente empolar os números para disfarçar a miserável realidade. Só nestas duas medidas, que nada têm a ver com a Covid e que até já estava previsto serem aplicadas muito antes do surgimento da pandemia, o Executivo empolou artificialmente os números em 2,2 milhões de euros”, considera Carla Rodrigues.

E continua: “Se juntarmos medidas como o alargamento do Vale educação que também já estava previsto, a isenção da derrama para empresa com faturação inferior a 150 000 € ano, ou a oferta de bilhetes para espetáculos aos trabalhadores do município, que não estão diretamente relacionados com a Covid, rapidamente percebemos que dos extraordinários 3 milhões de euros anunciados, apenas cerca de um milhão configura reais medidas de apoio social e económico”.

Quadro apresentado pelo PSD sobre o investimento em medidas Covid-19 por parte da autarquia. Na opinião dos vereadores do PSD a taxa de execução na área de Famílias e Economia foi apenas de 10,6%

REFORÇO DE MEDIDAS COVID-19 PARA 2021 MERECEM ELOGIOS, MAS…

Sobre o reforço de medidas apresentadas pelo executivo camarário para 2021, merece elogios por parte dos vereadores do PSD. “É um novo pacote de medidas mais adequado e focado no essencial que são as pessoas e as suas necessidades”, diz Carla Rodrigues.

Contudo, a vereadora do PSD diz que várias das novas medidas apresentadas pela autarquia foram propostas pelo PSD em reunião de executivo camarário, e “apesar do seu mérito, foram rejeitadas pelo PS”. Carla Rodrigues recorda também o facto de “na proposta de orçamento municipal para 2021 estava prevista apenas uma verba de 200 mil euros para eventual reforço das medidas Covid-19”, ou seja, “este executivo demonstrava mais uma vez que não estava disposto a alocar qualquer verba significativa para o combate à pandemia, concentrando apenas esforços nas grandes obras em ano de eleições“.

O RELATÓRIO DO TRIBUNAL DE CONTAS SOBRE COVID-19

Nesta conferência de imprensa também foi abordado o relatório do Tribunal de Contas que coloca o município de Oliveira de Azeméis entre os 15 concelhos do país que menos investiu em medidas de combate ao vírus Covid-19 (leia aqui o artigo onde explicamos este assunto). Carla Rodrigues considera que “este relatório desmente completamente a retórica do senhor Presidente que se arvora de benfeitor, quando, na verdade, ignorou e desprezou as necessidades e aflições das pessoas, das colectividades, das associações, dos agentes económicos”.

+ É capaz de lhe interessar: Joaquim Jorge comenta números do Tribunal de Contas sobre as medidas Covid-19

JSD REAGE À ATUALIDADE COM HUMOR

A Juventude Social Democrata tem publicado durante os últimos meses, nas suas redes sociais, cartoons onde vão fazendo a sua crítica à governação socialista. O cartoon de janeiro é centrado sobre os números apresentados por Joaquim Jorge sobre o dinheiro investido pela autarquia em medidas de Covid-19, enquanto o Tribunal de Conta apresenta no seu relatório de 30 de setembro de 2020 valores bem diferentes.

AZEMÉIS.NET é o jornal online de Oliveira de Azeméis (criado em agosto de 2019) pensado em promover o que de melhor se faz no concelho. É um projeto que olha para o território, e a nossa gente, pela positiva e que quer puxar pelo orgulho oliveirense. Procuraremos ser a pegada digital para demonstrar que Azeméis é realmente vida... e que somos vivos!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui