Já foi aprovado ordenado do Coordenador Municipal de Proteção Civil. Apresentação está para breve

O executivo camarário deliberou, e aprovou por unanimidade, sobre o estatuto remuneratório do Coordenador Municipal de Proteção Civil, atribuindolhe a remuneração de 2031,43 euros, e o presidente da autarquia revela que o seu nome irá ser aprovado em próxima reunião de executivo.

0

O órgão executivo da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis colocou à aprovação, na reunião do dia 4 de fevereiro, da deliberação, sobre o estatuto remuneratório do Coordenador Municipal de Proteção Civil, “atribuindo-lhe a remuneração de 2031,43 €, que corresponde à 6.ª posição da carreira geral de Técnico Superior e ao nível 31 da respetiva tabela remuneratória única”, pode-ser ler na ata desta reunião. Este ponto foi aprovado por unanimidade, e a partir desse momento o executivo camarário passou a estar em condições de nomear, assim que quisesse, o Coordenador Operacional Municipal.

Publicidade

“Os timings são os seguintes: aprovamos na reunião de Câmara, em novembro, o mapa de pessoal para 2021, onde temos a figura do coordenador operacional municipal. E, portanto, estamos agora em condições depois de provarmos o estatuto remuneratório de nomearmos o coordenador operacional municipal. Ele vai ser nomeado de seguida e na próxima reunião de Câmara [a referida reunião foi pública realizou-se no dia 24 de fevereiro, mas o ponto não chegou a ser discutido] teremos condições para aprovar o nome do coordenador proposto”, informou o presidente da autarquia.

Joaquim Jorge também deu conta sobre o ponto da situação da elaboração do Regulamento de Funcionamento da Comissão Municipal de Proteção Civil que está a ser coordenado por Alberto Godinho, tal como escrevemos aqui, que é apontado há muito tempo com o provável coordenador operacional municipal. “Em relação ao regulamento, deixem-me dar nota sobre esta questão: O regulamento está a ser desenvolvido. Estamos a cumprir os prazos. Como sabem os regulamentos demoram sempre algum tempo, mas ele está a ser desenvolvido e em simultâneo estamos também a procurar que as obras onde vamos ter instalado o Centro Municipal de Proteção Civil se conclua, porque o empreiteiro que estava a trabalhar nas obras de requalificação esteve praticamente dois meses internado nos cuidados intensivos do Hospital S. Sebastião e, portanto, a sua empresa praticamente esteve parada. Entretanto, os trabalhos retomaram e nós teremos a possibilidade de ter por um lado, a criação da estrutura física e por outro lado, a criação da estrutura orgânica que permite que a Comissão Municipal de Proteção Civil e o serviço municipal de Proteção Civil tenham outras condições e possam dar um tipo de respostas mais eficazes do que aquelas que conseguimos dar hoje”, informou.

Questionado pela oposição sobre se a aprovação do nome do novo coordenador municipal de Proteção Civil iria ser aprovado “antes do verão” e “antes dos incêndios”, o presidente autarquia respondeu que “o coordenador municipal de Proteção Civil poderá ser aprovado já”, segundo o que consta da ata da reunião do dia 24 de fevereiro. Contudo, até à reunião do dia 24 de fevereiro, o nome do coordenador da Proteção Civil ainda não tinha sido discutido em reunião de executivo camarário.

Como o Azeméis.Net escreveu em julho do ano passado, Alberto Godinho é o provável Coordenador Municipal de Proteção Civil, e esteve presente na abertura do Centro de Vacinação de Oliveira de Azeméis na quarta-feira, dia 3 de março, tal como a foto documenta [n.r: encontra-se, na foto, no lado direito de presidente da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis, Joaquim Jorge].

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui