Quinta-feira, 1 de Dezembro de 2022
Quinta-feira, 1 de Dezembro de 2022
Publicidade

Fogo que deflagrou em Oliveira de Azeméis já consumiu mais de 2.500 hectares em três concelhos

Já não existe nenhuma frente ativa, revela o presidente da Câmara Municipal de Albergaria-A-Velha. Incêndio estendeu-se por um total de 2500 hectares entre os concelhos de Oliveira de Azeméis, Albergaria-A-Velha e Estarreja.
Publicidade

O incêndio que deflagrou na quarta-feira em Oliveira de Azeméis, no distrito de Aveiro, e alastrou a Albergaria-a-Velha e Estarreja, consumiu já uma área superior a 2.500 hectares e atingiu duas fábricas e uma casa devoluta. Em declarações à Lusa, o presidente da Câmara de Albergaria-a-Velha, António Loureiro, disse esta quinta-feira que o incêndio queimou uma área superior a 2.500 hectares e destruiu uma “pequena serralharia familiar”, uma empresa de ‘pellets’, bem como o respetivo ‘stock’, e uma casa devoluta.

O autarca adiantou que esta manhã o incêndio “já não tem nenhuma frente ativa”, mas têm surgido vários reacendimentos num perímetro “muito significativo” que atinge três municípios.

Publicidade

“Vai ser um trabalho longo que vamos ter durante os próximos dois dias, porque, com estas temperaturas e os ventos, vão surgir vários reacendimentos e por isso é uma operação de desgaste para os bombeiros, porque estamos sempre a mudar o posicionamento dos bombeiros em função dos vários reacendimentos que vamos tendo”, disse Loureiro.

O presidente da Câmara de Albergaria-a-Velha disse ainda que atualmente não há habitações em risco, mas apelou às populações para estarem atentas aos reacendimentos que vão surgir ao longo das próximas horas.

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

LEIA TAMBÉM

Relacionados

+ Exclusivos

Os ARTIGOS MAIS VISTOS