Domingo, 5 de Fevereiro de 2023
Domingo, 5 de Fevereiro de 2023

Cine-Teatro Caracas passa a chamar-se Teatro Municipal de Oliveira de Azeméis. “Não é importante perdermos tempo nessa discussão”, diz Joaquim Jorge

Teatro Municipal de Oliveira de Azeméis é a designação daquela que é a maior casa da cultura do concelho.
Fachada do novo Teatro Municipal de Oliveira de Azeméis
Fachada do novo Teatro Municipal de Oliveira de Azeméis

Falta pouco mais de um mês para o final da terceira prorrogação do prazo para a conclusão das obras do antigo Cine-Teatro Caracas (27 de dezembro), mas já há uma certeza: a designação deste espaço cultural será diferente a partir da sua inauguração. O antigo Cine-Teatro Caracas passará a ser Teatro Municipal de Oliveira de Azeméis. É o nome que já se encontra na fachada do equipamento.

O nosso jornal deu conta disso mesmo através das redes sociais, e as reações foram diversas. Há quem concorde, mas também há quem não concorde. Questionamos o presidente da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis sobre este assunto durante a conferência de imprensa de balanço do primeiro ano do segundo mandato de Joaquim Jorge, e o autarca preferiu dar mais ênfase ao facto de Oliveira de Azeméis passar a ter um equipamento com mais qualidade.

Publicidade

“Os nomes das coisas são muito importantes, mas o que é importante criem respostas que ajudem as pessoas a serem e viverem mais felizes, e é isso que nos interessa que seja a missão do Cine-Teatro Caracas ou do Teatro Municipal de Oliveira de Azeméis. Para nós não é importante perdermos tempo nessa discussão. Para nós o que é importante é termos um equipamento que reúna condições para dar às pessoas e aos oliveirenses a cultura que merecem. Com todas as condições. Seja de segurança, seja de conforto seja até da qualidade da programação cultural e esse é o grande desafio”, afirmou,

O edil oliveirense também sublinhou que o executivo municipal não irá patrocinar nenhuma discussão sobre designação daquela que é a casa da cultura por excelência do concelho. “Não vamos contribuir para a discussão da designação do espaço. Para nós o que é absolutamente relevante é que tínhamos um espaço muito quente no verão e muito frio no inverno, um espaço que não reunia as condições para as pessoas e também não reunia as condições para os artistas. E hoje vamos ter um edifício que altera radicalmente este panorama. Isso para nós é que é absolutamente relevante”, conclui.

Declarações do presidente da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis, Joaquim Jorge
Facebook
Twitter
Email
WhatsApp

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

LEIA TAMBÉM

Relacionados

+ Exclusivos

Os ARTIGOS MAIS VISTOS