Autarquia adquiriu por €45 mil o terreno onde irá construir do primeiro Parque Urbano Inclusivo

Equipamento será construído com a ajuda de fundos comunitários.

0

Nos últimos dois anos a autarquia tem discutido com o Estado português a ocupação de um pedaço de terreno localizado entre a Escola Secundária Soares Basto e a Biblioteca Municipal Ferreira de Castro e que se estende até à Escola Primária de Fonte Joana. A primeira proposta foi uma renda de 3000 euros/mês, a Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis fez uma contraproposta, e no início deste ano ficou acordado o pagamento de 500 euros por mês durante 30 anos. Feitas as contas, a fatura total no final era de 180 mil euros. Contudo, na última reunião de executivo camarário um dos pontos em discussão foi a compra do terreno por 45 mil euros.

Publicidade

Este terreno servirá, como já foi revelado no início do ano, para a construção do primeiro Parque Urbano Inclusivo na zona escolar da cidade, e que terá comparticipação de fundos comunitários. Este equipamento permitirá resolver duas questões, segundo o presidente da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis, Joaquim Jorge: promover a acessibilidade inclusivo permitindo o uso dos equipamentos por parte de pessoas com mobilidade reduzida, e combater o “mau uso” que é feito no questão, afastando assim maus hábitos num terreno ao qual é solicitada, várias vezes, a presença das forças de segurança pública.

AZEMÉIS.NET é o jornal online de Oliveira de Azeméis (criado em agosto de 2019) pensado em promover o que de melhor se faz no concelho. É um projeto que olha para o território, e a nossa gente, pela positiva e que quer puxar pelo orgulho oliveirense. Procuraremos ser a pegada digital para demonstrar que Azeméis é realmente vida... e que somos vivos!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui