Segunda-feira, 3 de Outubro de 2022
Segunda-feira, 3 de Outubro de 2022
Publicidade

Vilarinho de São Luís classificada como Aldeia de Portugal

O lugar da freguesia de Palmaz é segunda aldeia do concelho a fazer parte da Rede Nacional das "Aldeias de Portugal".
Vilarinho de São Luis, em Palmaz
Vilarinho de São Luis, em Palmaz

A aldeia de Vilarinho de S. Luís foi classificada como Aldeia de Portugal passando a integrar a Rede das Aldeias de Portugal. A distinção da ATA – Aldeias de Portugal – vem reconhecer a ruralidade, as tradições e as especificidades do núcleo rural de São Luís no que se refere à sua história, arte, espiritualidade e Natureza. Com base nestes fatores de diferenciação a aldeia passa, depois da freguesia de Ul, a ser a segunda aldeia do concelho a conseguir essa classificação.
“Oliveira de Azeméis orgulha-se desta distinção que irá criar um novo impulso para o turismo e para a cultural local criando outras condições para preservar as tradições e o património da aldeia de Vilarinho de São Luís”, afirma o presidente da Câmara Municipal, Joaquim Jorge.

Publicidade

O executivo da União de Freguesias do Pinheiro da Bemposta, Travanca e Palmaz, liderado por Susana Mortágua, destacou este feito e parabenizou “todos os que trabalharam para atingir este objetivo”.

Segundo a ATA, a aldeia cumpre, na sua maioria, os requisitos estipulados para a classificação de Aldeia de Portugal pelo que poderá passar a utilizar a marca “Aldeias de Portugal” em todas as referências ao núcleo rural e às atividades desenvolvidas.
A classificação, renovável, é válida por quatro anos sendo resultado de uma candidatura em que estiveram envolvidas a autarquia oliveirense, a ADRITEM, a União de Freguesias de Pinheiro da Bemposta, Travanca e Palmaz e a Associação Tradições de S. Luís.

Certificação que atesta Vilarinho de São Luis como parte integrante da Rede Nacional das “Aldeias de Portugal”


Pertencente à freguesia de Palmaz, a aldeia de Vilarinho de S. Luís situa-se num vale povoado de espigueiros que representam a rusticidade do local, sendo marcada ainda pelo seu caráter agrícola, de pequena escala, que domina a paisagem.

Nas encostas que a circundam domina a monocultura do eucalipto. A aldeia está dotada de um percurso dos espigueiros que se estende por 4,7 quilómetros, com grau de dificuldade baixo. Ao longo deste percurso poderão ser admiradas estas construções rurais destinadas à secagem do milho, essencial para a alimentação do gado e para a confeção do pão.

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Publicidade

LEIA TAMBÉM

Relacionados

+ Exclusivos

Os ARTIGOS MAIS VISTOS