Terça-feira, 16 de Julho de 2024
Terça-feira, 16 de Julho de 2024

Tiago Veiga é o primeiro reforço anunciado pela UD Oliveirense para a época 2024/2025

> Jogador representou a Académica de Coimbra na época passada.

A SAD UD Oliveirense oficializou este sábado, dia 6 de julho, a contratação do extremo Tiago Veiga. Trata-se do primeiro reforço apresentado para a temporada 2024/2035, ficando assim confirmada os rumores publicados pela imprensa desportiva. a

Tiago Veiga, tem de 23 anos, representou a Académica de Coimbra na época passada, na Liga 3, tendo marcado dois golos, e registado seis assistências.

Publicidade

“É sempre bom subir um degrau na carreira e estou muito feliz pela UD Oliveirense me ter dado esta oportunidade. Vou dar tudo em campo para cumprir os objetivos”, afirmou já o primeiro reforço da UD Oliveirense aos meios do clube.

Publicidade
Publicidade
Facebook
Twitter
Email
WhatsApp

Uma resposta

  1. RESPONSABILIDADE ADMINISTRATIVA

    O novo e único(?) candidato à presidência do União Desportiva Oliveirense (UDO) ainda não foi eleito, segundo julgo saber, porque a Assembleia Geral do clube só acontecerá no próximo dia 11 do corrente mês de Julho. E uma vez que o atual presidente já disse que não irá concorrer ao cargo, esta nova contratação, um jovem de 23 anos de idade, que foi ex-jogador da Académica de Coimbra na época passada, parece ter sido uma contratação fora de tempo. Porquê? As razões são muito simples: 1) se foi uma contratação do presidente cessante, tal não deveria ter acontecido porque isso deveria ser da competência do novo presidente; 2) se tal foi uma ideia do novo treinador, tal contratação deveria ter ficado em standbye até que a nova direção a aprovasse; 3) para que o novo presidente do UDO não tenha o problema de encontrar o clube em situação financeira crítica, devido a compromissos que não tenham sido de sua conta, como aconteceu noutras paragens e que tanto tem dado que falar (…), exigia-se aqui mais moderação e paciência…; 4) para que o novo presidente do UDO tenha o direito e obrigação de assumir responsabilidades por aquilo que faz, o mesmo não se pode dizer quanto àquilo que fez o seu antecessor.

    Esta é que deve ser a única e legítima forma de gerir todas as empresas!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

LEIA TAMBÉM

Leia também

+ Exclusivos

Os ARTIGOS MAIS VISTOS