Segunda-feira, 26 de Fevereiro de 2024
Segunda-feira, 26 de Fevereiro de 2024

Novo Centro Paroquial, em Cucujães, estará pronto ainda este ano, e padre Bastos anuncia hora da despedida

> Investimento de um milhão de euros irá proporcionar mais experiência e apoios a comunidade desfavorecida. Será um legado deixado pelo padre Bastos que, aos 83 anos, já definiu a sua retirada.

O Centro Paroquial Condessa Penha Longa será uma realidade até ao final deste ano de 2023.  A revelação é feita ao azeméis.net pelo padre Artur Bastos. Trata-se de um investimento de um milhão de euros em prol da comunidade mais desfavorecida, e resulta de um esforço dividido entre paróquia, tecido empresarial e o município de Oliveira de Azeméis. As obras começaram no ano de 2021 e será um legado “material e espiritual” deixado pelo pároco de Cucujães, e sacerdote da Sociedade Missionária da Boa Nova, que, aos 83 anos, já definiu a sua retirada.

Padre Artur

Este equipamento terá várias valências sociais que permitirão ajudar a comunidade mais desamparada. “Teremos um espaço para um café convívio para combater a solidão de muitos cidadãos. Este será um ponto de encontro de toda a comunidade que nos procure e queira passar o seu tempo em companhia”, informa o padre Bastos ao nosso jornal.

Publicidade

A comunidade jovem também não é esquecida. “Queremos apoiar os jovens estudantes que sintam necessidade de uma ajuda extra no desenvolvimento das suas aptidões e não tenham posses financeiras. Iremos desenvolver esforços para poderemos oferecer explicações a todos os alunos, em todas as matérias dos diferentes níveis de escolaridade. Será um serviço gratuito”, acrescenta o pároco cucujanense.

Esta obra é já um sonho antigo. “Chegamos a ter um projeto para um investimento de sete milhões de euros no tempo do governo do Passos Coelho. Chegamos a ter fundos aprovados. Entretanto, veio a crise e esse projeto nunca foi concretizado. O projeto que executamos, foi o possível neste momento”, conta.   

Saída após atividade de 25 anos

Esta será uma das grandes obras deixadas pelo padre Artur Bastos que serviu a paróquia de Cucujães durante 25 anos. “É uma grande obra para a paróquia, mas também para a freguesia. Muito para além a obra física, é um legado espiritual que fica”, sublinha.

O pároco anseio pelo dia da inauguração. O dia oficial da abertura marcará um dos últimos atos oficiais. A sua saída da vida paroquia já está de definida. “No próximo ano de 2024 deixarei de ser padre. Tenho 83 anos e terminarei a minha atividade. Estive 25 anos nesta paróquia, e é hora de sair. No próximo ano o Bispo do Porto anunciará quem me substituirá”, diz.  

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

LEIA TAMBÉM

Leia também

+ Exclusivos

Os ARTIGOS MAIS VISTOS