COVID-19. Directora do Lar Santa Teresinha confirma notícia Azemeis.NET e ainda avança com mais dois óbitos

0

Credibilidade. O momento requer algum cuidado com as notícias que se tornam públicas. Há informação e contra informação, e na informação oficial os dados sobre as mortes no concelho de Oliveira de Azeméis de pessoas infectadas pelo vírus COVID-19 são inexistentes. A Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis tem explicado nas estatísticas que partilham diariamente na sua página de Facebook que o número de óbitos é um dado estatístico que não tem sido fornecido pelo Direcção Geral de Saúde ao nosso concelho. Mas elas existem. O Azeméis.net já revelou pelo menos duas mortes aqui e aqui. Trabalhar neste moldes acarreta riscos. Há sempre quem duvide. Mas as notícias que avançamos aqui são verificadas.

Publicidade

Quando publicamos aqui a notícia sobre a segunda morte no nosso concelho de uma pessoa infectada pelo vírus COVID-19 o nosso trabalho foi questionado em alguns fóruns. É legítimo. Oficialmente ainda não há dados concretos. No entanto, hoje – terça-feira, dia 7 – ao final do dia a directora técnica do Lar Santa Teresinha, Ermelinda Ferreira, confirmou a notícia do Azeméis.NET ao Jornal de Notícias e ainda avançou com mais duas óbitos. E assim passaram a ser três óbitos confirmados no Lar Santa Teresinha, em Cucujães.

“O primeiro óbito que tivemos foi a 26 de março. Uma senhora de 79 anos, muito dependente e com muitos problemas de saúde, começou a ter febre. Foi transportada para o hospital onde acabou por falecer“, explicou a diretora da IPSS ao Jornal de Notícias. O jornal informa ainda que depois disso, o lar registou mais duas mortes por COVID-19, um homem de 73 anos (o caso revelado pelo Azeméis.NET) e uma mulher de 98 que já estava internada há algum tempo e que terá sido contagiada no hospital.

35 utentes serão testados em breve

Segundo o Jornal de Notícias o lar tem neste momento “nove utentes em isolamento profilático. “A área de isolamento está toda ocupada”, diz a diretora ao jornal, adiantando que todos estão bem e “bem dispostos”.

Mais. Há três outras utentes internadas no hospital, incluindo uma centenária, que “estão a recuperar muito bem”, segundo a diretora técnica da IPSS de Cucujães, e há seis colaboradoras em casa de quarentena.

Ainda ao Jornal de Notícias, Ermelinda Ferreira refere a luta pela realização de testes aos utentes do Lar Santa Tereseinha. “A nossa luta desde o início era que todos fossem testados, sentíamos que estávamos a trabalhar no escuro”, explica, informando que na sexta-feira, dia 3 de abril, conseguiu a prescrição para a realização dos testes. “E agora conseguimos um laboratório que realize os testes e que os vem fazer ao domicílio, porque os nossos utentes têm muitas dificuldades de mobilidade, temos uma idade média de 87 anos, muitos na faixa dos 90”. Serão testados 35 utentes em breve.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui