Terça-feira, 20 de Fevereiro de 2024
Terça-feira, 20 de Fevereiro de 2024

“Deixo o repto aos meus sucessores para que estes congressos sejam realizados alternadamente entre Marinha Grande e Oliveira de Azeméis”

> João Faustino afirmou que este poderá ser o último congresso enquanto presidente da CEFAMOL.

O presidente da CEFAMOL, João Faustino, abriu a 11.ª edição do Congresso da Indústria de Moldes, que se realiza pela primeira vez no concelho de Oliveira de Azeméis (esta sexta-feira e sábado no novo Teatro Municipal) com um anúncio que soou a despedida, e um desafio para os próximos líderes da Associação Nacional da Indústria de Moldes

Antes da intervenção que tinha preparado, João Faustino começou por dizer que este poderá ser o último congresso que participa enquanto presidente, mas deixa o repto aos seus sucessores para que o mais importante encontro de moldes do país passe a ser organizado nos dois pólos principais da indústria de moldes. “Deixo o repto aos meus sucessores para que estes congressos sejam realizados alternadamente entre Marinha Grande e Oliveira de Azeméis”, disse.

Publicidade

O primeiro Congresso da Indústria de Moldes foi realizado em 1982, e esta 11.ª edição chegou a estar agendada para a Marinha Grandes, mas “pela quantidade de pessoas, empresas, tecnologias que existem e pelos profissionais que dão tudo por tudo” a direção da CEFAMOL decidiu organizar o certamente no concelho de Oliveira de Azeméis.

A palavra união também foi repetida diversas vezes pelo presidente da CEFAMOL antes do seu discurso oficial . “Temos todos de estar unidos”, afirmou.

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

LEIA TAMBÉM

Leia também

+ Exclusivos

Os ARTIGOS MAIS VISTOS