Segunda-feira, 30 de Janeiro de 2023
Segunda-feira, 30 de Janeiro de 2023

Apresentada segunda edição do “Azeméis Film Festival”. Oliveira de Azeméis volta a reunir o melhor de todos os festivais

Autarquia oliveirense pretende "enraizar na população o gosto pela sétima arte e pela produção cinematográfica".
Apresentação do Azeméis Film Festival 2022
Apresentação do Azeméis Film Festival 2022
Publicidade

“O Festival dos festivais”, uma organização do município de Oliveira de Azeméis que reúne os filmes premiados nos principais festivais de cinema portugueses no último ano, numa competição de longas-metragens entre a ficção e o documentário, foi apresentado esta tarde.

Os vencedores dos festivais de Avanca, Doclisboa, Fantasporto, Indielisboa e Leffest vão passar pelo ecrã de “O Cinema” entre 20 e 23 de outubro próximo, no decorrer do “Azeméis Film Festival”.  Na apresentação do evento, o presidente da Câmara Municipal, Joaquim Jorge, sublinhou como um dos principais objetivos do festival “recuperar uma expressão artística que já teve muita expressão no concelho”, além de “enraizar na população o gosto pela sétima arte e pela produção cinematográfica procurando desenvolver o talento para esta arte”

Publicidade
O cartaz oficial do Azeméis Filme Festival


O presidente do Cine Clube de Avanca, Costa Valente, destacou do programa, além dos filmes que estarão em competição, a qualidade do júri e as duas ante estreias, a primeira do realizador oliveirense Matos Barbosa “O Antiquário” e a película “Já Nada Sei”, de Luís Diogo, filme apoiado pela Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis. 

Por esta segunda edição do festival de cinema irão passar filmes como “Mato seco em chamas” de Adirley Queirós e Joana Pimenta (Brasil, Portugal), obra surpreendente que ganhou o “Indielisboa 2022”. Neste filme Léa, Chitara e Andreia têm um negócio muito particular: sacando petróleo a oleodutos da cidade, transformam-no depois em gasolina que vendem aos “motoboys”.

Publicidade

Também em competição estará “La caja”, um filme produzido entre o México e os Estados Unidos do realizador Lorenzo Vigas. Tendo estreado em Veneza, foi premiado no LEFFEST 2021 e sucede a outros dois filmes como o último capítulo da trilogia dedicada à ausência da figura do pai, um traço indelével da identidade social latino-americana.

Tendo ganho o Prémio do Público do último “Fantasporto 2022”, o filme “Follow Her” de Sylvia Caminer também passará por esta edição do Azeméis Film Festival, um filme que conta a história de uma mulher, viciada nas redes sociais, que se deixa cair numa armadilha da qual não consegue fugir.

Do “Avanca 2021” será exibido o premiado “Caged Birds” do realizador e co-escritor suíço Oliver Rihs, onde Bárbara, uma jovem advogada radical, e Walter, que entra e foge da prisão muitas vezes, se encontram e formam uma aliança improvável.

“918 Nights” da realizadora espanhola Arantza Santesteban foi o vencedor do Grande Prémio Cidade de Lisboa do “DOCLisboa 2021”, uma obra que “reflete sobre a resistência a diferentes sistemas de controlo sobrepostos e fá-lo propondo dialéticas que questionam um entendimento redutor das formas de identidade.”

+ Conheça o programa completo: :

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

LEIA TAMBÉM

Relacionados

+ Exclusivos

Os ARTIGOS MAIS VISTOS