Segunda-feira, 24 de Junho de 2024
Segunda-feira, 24 de Junho de 2024

UD Oliveirense revoltada com a arbitragem em Portugal: “É revoltante a impunidade no sector da arbitragem”

Estão a aproximar-se os momentos decisivos do Campeonato Nacional da Primeira Divisão de hóquei em patins. A UD Oliveirense averbou dois empates nas duas últimas jornadas, e os dois jogos tiveram mesmo resultado: 4-4. Primeiro frente à AD Sanjoanense (na quarta-feira, dia 10, em jogo a contar para a 18.ª jornada), e depois contra o HC Turquel (no último sábado, dia 13). Além do resultado igual, também há a registar o mesmo tom de críticas deixadas à arbitragem.

No final do jogo contra a AD Sanjoanense, o treinador Paulo Pereira revelou que dentro do próprio ringue o árbitro da partida revelou ter errado na marcação da grande penalidade que resultou no golo do empate da AD Sanjoanense a pouco tempo do apito final. No final jogo contra o Turquel a UD Oliveirense viu-se obrigada a tomar uma posição pública através de comunicado face a um jogo que teve cinco bolas paradas contra a UD Oliveirense, onde a equipa adversária só viu a primeira falta a ser a assinalada aos 45 minutos, e ainda um jogo em que várias decisões seriam assinaladas a favor da equipa de Oliveira de Azeméis, foram invertidas em faltas contra.

Publicidade

Na essência, o comunicado emitido pela UD Oliveirense mostra a revolta do clube pelo que se está a passar na arbitragem da modalidade em Portugal, mas a missiva é iniciada em tomo irónico. “A União Desportiva Oliveirense/Simoldes – Hóquei em Patins endereça os parabéns aos árbitros Sr. Ricardo Leão e Sr. Luís Peixoto por uma extraordinária exibição esta noite em Turquel no jogo onde ditaram o resultado de 4-4. Foi mais uma demonstração das grandes capacidades que estes dois Srs. do apito têm. A nossa equipa, treinadores, direção e staff está radiante com o rumo que a arbitragem conseguiu dar a este jogo hóquei em patins”, pode ler-se. Depois, mais a sério, o clube termina o comunicado a garantir que não irá voltar a cara à luta: “Contem connosco para honrar a modalidade, lutar pela vitória em todos os jogos e não virar a cara à luta.É revoltante a impunidade no sector da arbitragem“.

Publicidade
Publicidade
Facebook
Twitter
Email
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

LEIA TAMBÉM

Leia também

+ Exclusivos

Os ARTIGOS MAIS VISTOS