Terça-feira, 21 de Maio de 2024
Terça-feira, 21 de Maio de 2024

Regulamento do estacionamento em Arouca com mudanças para facilitar acesso às lojas

> O estacionamento pago no centro de Arouca vai passar a poder ter diferentes horários consoante a rua e a procura que essa gera, com o que a autarquia disse hoje querer garantir rotatividade no acesso ao comércio.

O estacionamento pago no centro de Arouca vai passar a poder ter diferentes horários consoante a rua e a procura que essa gera, com o que a autarquia disse hoje querer garantir rotatividade no acesso ao comércio.

As medidas constam do novo regulamento aprovado pela Câmara Municipal, que continua a cobrar apenas 30 cêntimos por hora no aparcamento à superfície e que, após pagamento das despesas associadas ao serviço, distribui a receita remanescente dos parcómetros pelas instituições de solidariedade social desse concelho do distrito de Aveiro e da Área Metropolitana do Porto.

Publicidade

“As alterações agora efetuadas no regulamento permitem fixar horários diferentes em determinados troços, nos quais haja maior ou menor procura de estacionamento, e isso implica que os condutores passem a estar mais atentos à sinalização e não partam do princípio de que a o período de pagamento é o mesmo em todos os arruamentos”, explica a presidente da autarquia, Margarida Belém.

O objetivo é adequar a oferta de estacionamento de certas ruas à procura que geram em determinados períodos da semana, “de modo a que haja sempre lugares livres para quem pretenda ir ao comércio e aos serviços de Arouca, situados maioritariamente no centro histórico da vila e nas ruas envolventes”.

A mudança regimental ainda vai ser sujeita a votação na Assembleia Municipal de Arouca, mas a previsão da presidente da Câmara é que o novo modelo entre em vigor “no final do próximo mês de maio”. Em cada rua, os horários para pagamento e limites de duração serão comunicados ao condutor na sinalização de trânsito vertical.

Atualmente com duração máxima de três horas, a área de estacionamento com preço abrange 10 ruas da vila, num total de 300 lugares, que podem ser pagos por via direta nos parquímetros, com dinheiro, ou recorrendo à aplicação telefónica da Via Verde, que dispensa moedas e permite renovar o pagamento à distância.

As alterações introduzidas no documento que rege o estacionamento de Arouca incluem também referência formal aos meios de pagamento eletrónico, pois, segundo a autarca socialista, “o serviço ‘Via Verde Estacionamento’ estava disponível desde julho do ano passado sem que estivesse ainda previsto no documento”.

Outras mudanças relativas aos 290 lugares de estacionamento normal e 10 para portadores de deficiência são os requisitos para se aceder ao cartão de morador, que dispensa os residentes de pagamento no período do almoço, por exemplo, e as coimas para estacionamento indevido, em valores de 30 a 150 euros, de acordo com o Código da Estrada.

Quanto às verbas depositadas nos parquímetros ou transferidas para a empresa Via Verde, em 2022 representaram um total de 31.329 euros e em 2023 esse montante subiu para 34.723. A avaliar por anos anteriores, uma vez descontadas as despesas de funcionamento e de fiscalidade do serviço, a verba depois reencaminhada para as instituições sociais de Arouca terá sido na ordem dos 60% desses montantes.

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

LEIA TAMBÉM

Leia também

+ Exclusivos

Os ARTIGOS MAIS VISTOS