Quarta-feira, 24 de Julho de 2024
Quarta-feira, 24 de Julho de 2024

Hotel Meliá abrirá em São João da Madeira no máximo até ao início de 2025

> Nova unidade hoteleira será de "4 estrelas superior"

O Hotel Meliá de São João da Madeira, projetado pela equipa de arquitetos de Hugo Correia, e que funcionará no antigo Palacete Conde Dias Garcia, deverá estar pronto no final deste ano de 2024 ou, no máximo, no início de 2025, disse o fundador do Grupo Hoti Hotéis, Manuel Proença, num encontro com os jornalistas, em Lisboa.

Trata-se de uma unidade hoteleira de “4 estrelas superior“, com capacidade para 96 quartos, restaurante, bar, salas de reuniões, Spa e piscina exterior, para o qual foi necessário um investimento de 15 milhões de euros.

Publicidade

Miguel Caldeira Proença, CEO da Hoti Hotéis, explicou à Ambitur que o projeto contempla a preservação do palacete como estrutura iminentemente social e uma edificação nova adjacente com capacidade relevante para acomodar o alojamento, considerado, por isso, “uma aposta vencedora para todos”.

A Hoti Hotéis assegura que irá capitalizar o valor histórico-cultural do edifício, com o palacete a servir as funções sociais do hotel, o que implica que não terá de ser convertido à “métrica mais limitativa do desenho dos quartos e ao seu uso individual, por natureza”, esclareceu o Miguel Proença à Ambitur.

A nova unidade hoteleira de SJM funcionará no antigo Palacete Conde Dias Garcia

Parceria com a Oliva Creative Factory

Para a implementação da nova unidade hoteleira no mercado, o Hotel Meliá desenvolveu uma parceria com a Oliva Creative Factory, que acolhe o Welcome Center, responsável pela estruturação de ações de turismo industrial, e todo um conjunto de estruturas dedicadas ao desenvolvimento integrado entre arte, criação e produção.

“Este tipo de integração é uma vocação estratégica que temos assumido desde há alguns anos em todos os lançamentos de novas unidades ou em remodelações de fundo, sempre considerando um raciocínio integrador do hotel no conjunto maior da comunidade onde se integra”, frisa Miguel Proença.

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

LEIA TAMBÉM

Leia também

+ Exclusivos

Os ARTIGOS MAIS VISTOS