Terça-feira, 16 de Julho de 2024
Terça-feira, 16 de Julho de 2024

A ganância mata uma comunidade e uma sociedade

> Tendo a concordar com o presidente da junta de freguesia de São Martinho, António Marques, quando diz que São Martinho da Gândara perdeu uma oportunidade única para o seu desenvolvimento. É inegável, e o rio não passa debaixo da mesma ponte duas vezes.

Na edição deste mês contamos a história do negócio falhado entre a SAD Oliveirense, que pretendia adquirir três terrenos em São Martinho da Gândara, ao lado do Campo das Alminhas, para ali instalar o novo Centro de Treinos da UD Oliveirense. Tendo a concordar com o presidente da junta de freguesia de São Martinho, António Marques, quando diz que São Martinho da Gândara perdeu uma oportunidade única para o seu desenvolvimento.

É inegável, e o rio não passa debaixo da mesma ponte duas vezes. O que me choca mais é a razão que está por trás do travão para a concretização deste negócio: um herdeiro (e apenas um dos três herdeiro) da família proprietária dos referidos terrenos não aceitou qualquer proposta financeira feita SAD do clube de Oliveira de Azeméis, que chegou a oferecer mais do dobro do custo de avaliação, e sugerir que só aceitaria negociar por um valor dez vezes superior.

O que moverá este homem? Todos ficamos a saber que não será, de certo, o desenvolvimento da sua terra. É certo que alguns argumentarão que o terreno é privado, e que o seu proprietário tem todo o direito de decidir o que quer fazer dele. É um argumento válido. Mas neste caso, ninguém fica a ganhar uma vez que os terrenos em questão estão em zona de reserva florestal, não havendo possibilidade de construção. Funcionou apenas a pura ganância.  

A UD Oliveirense ficou impedida de fazer um investimento de mais de um milhão de euros que iria provocar mudanças substanciais na freguesia,  e o proprietário do terreno continua a ter um terreno onde pouco ou nada pode fazer. Mas a comunidade ficou a conhecer o sentido de sociedade e de responsabilidade da pessoa em questão. 

É assim que se mata uma sociedade e uma comunidade que luta pelo desenvolvimento para o bem de todos.  

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

LEIA TAMBÉM

Leia também

+ Exclusivos

Os ARTIGOS MAIS VISTOS