Pedro Ferreira de saída da UD Oliveirensse ao fim de 16 anos: “Nunca pensei que este momento fosse chegar. Despeço-me da minha casa”

O sobrinho do ex-técnico Pedro Miguel era um profissional 100% oliveirense. Cumpriu o sonho de criança: jogar na UD Oliveirense. Agora anuncia a saída do clube num texto emotivo publicado nas suas redes sociais. "Não é a saída que queria nem o desfecho que ambicionei... mas saio de sentimento de dever cumprido e de cabeça bem erguida", desabafa.

1
Pedro Ferreira cresceu na UD Oliveirense

“Nunca pensei que este momento fosse chegar… 16 anos depois, despeço-me, hoje, da minha casa, desta camisola que me deu tudo e à qual dei tudo, pela qual deixei sempre a minha alma dentro e fora de campo. Gratidão e orgulho é aquilo que sinto ao olhar para trás e relembrar os 16 anos de crescimento, dedicação e paixão verdadeira pelo que significa ser Oliveirense”, assim começa o emotivo texto onde Pedro Ferreira, sobrinho do ex-treinador da UD Oliveirense Pedro Miguel, anuncia a saída do clube.

Publicidade

E continua: “Não me lembro de um único dia da minha vida em que não sonhasse jogar pela UD Oliveirense. Cresci a sonhar que um dia ia fazer parte da história do clube do meu coração e da minha cidade.Desde os meus 5 anos, quando entrei pela primeira vez no Centro de Formação, recordo cada momento e cada etapa desta extraordinária viagem. De um miúdo que começou como adepto e terminou com o privilégio de jogar pela equipa sénior. Por tudo o que vivi durante esta incrível e apaixonante caminhada, quero agradecer a todos sem exceção: colegas, direção, misters, staff médico, diretores e funcionários do clube com os quais tive oportunidade de privar ao longo destes 16 anos e que levarei para sempre no coração”.

O jogador também dirige uma palavra aos adeptos: “Aos adeptos uma palavra especial por aquilo que representam e pela falta que nos fizeram esta temporada! Fui, sou e sempre serei um de vós… é com os valores que levaram este clube ao sucesso no passado e com o vosso apoio que a União se irá reerguer e voltar ao patamar que merece”.

Já no final do texto, uma confissão: “Não é a saída que queria nem o desfecho que ambicionei… mas saio de sentimento de dever cumprido e de cabeça bem erguida. Lutei e dei sempre o melhor de mim desde o primeiro até ao último dia em que representei este emblema que tanto respeito e me orgulha.Um enorme OBRIGADO por tudo”

1 COMENTÁRIO

  1. É dificil fazer pior!!!!!
    Os Oliveirenses têm direito á indignação. Custa ver a UDO refém de uma SAD que não tem qualquer ligação com a comunidade e que a ignora ostensivamente.
    Passado que está mais de um mês sobre a descida da equipa de futebol para a 3ª Liga não há notícias sobre o que se perspectiva para o futuro próximo, nem se nota que haja alguém com responsabilidades que se preocupe com isso!!!!
    Este silêncio não é grande prenúncio para o futuro…!!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui