Centro de Estudos Ferreira de Castro apresentou denúncia no Ministério Público

O Centro de Estudos Ferreira de Castro revela em comunicado apresentou uma denúncia no Ministério Público por não concordar com o projeto do Centro Interpretativo Ferreira de Castro.

0

Numa altura em que se sabe que foi lançada a concurso público a obra de construção do Centro Interpretativo Ferreira de Castro, orçada em 262 mil euros, o Centro de Estudos Ferreira de Castro, revela em comunicado que apresentou uma denúncia ao Ministério Público, e que esta foi decidida “em face da decisão tomada pela Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis e a Junta de Freguesia de Ossela de construção de um edifício em torno da casa onde nasceu Ferreira de Castro”. Uma decisão que, diz Carlos Castro, presidente da direção do Centro dr Estudos, “vai contra as disposições da doação feita pelo escritor ao município em 1967, doação essa que foi aceite por aclamação”.

Publicidade

Por isso, continua a vincar, tal como já o tinha feito no passado, que a intervenção prevista se trata de “um atentado ao património histórico e cultural da freguesia e do concelho” e “um desrespeito à vontade de Ferreira de Castro e à palavra dada pelo município, que se obrigou a manter a quinta na sua configuração tradicional”.

Esta denúncia contra a o projeto previsto para a construção do Centro Interpretativo Ferreira de Castro foi apresentada ao Ministério Público, junto do Tribunal Administrativo e Fiscal de Aveiro. Em curso está ainda uma petição pública contra a anunciada construção, que foi já subscrita por 689 pessoas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui