Busto da Condessa da Penha Longa será reposto no ano em que comemora 100 anos sobre a sua morte

O escultor oliveirense António Mota é o artista responsável pela criação da obra que terá um custo de 7800 euros, e que será colocada no mesmo sítio, no jardim do Largo da Condessa de Penha Longa, em Cucujães.

0
Este busto da Condessa de Penha Longa foi furtado há praticamente uma década

Há quase uma década houve uma vaga de furtos de bustos pela zona Norte do país. O busto da Condessa de Penha Longa foi um deles, e era o único que faltava repor no concelho de Oliveira de Azeméis. A obra foi encomendada pela Junta de Freguesia de Cucujães ao artista oliveirense António Mota para restituir o busto no mesmo local de onde foi furtado – no jardim do Largo da Condessa de Penha Longa, em Cucujães – e desta forma celebrar o centenário do seu falecimento (17 setembro 1921), dada a importância do seu legado e reconhecimento por toda a comunidade.

Publicidade

Neste ano de 2021 comemora-se o centenário sobre o falecimento da Condessa de Penha Longa, considerada por toda a população uma figura ímpar da nossa sociedade, sobretudo em Cucujães onde foi uma grande benemérita, principalmente em prol dos mais desfavorecidos, e a sua obra persiste até hoje, sendo a parte mais visível o Asilo da Gadarinha (atual Fundação Condessa de Penha Longa).

A obra terá um custo de 7800 euros e este valor será suportado pelos familiares da Condessa de Penha Longa (2000 euros), e o restante valor em falta será pago em partes iguais pela Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis e a Junta de Freguesia de Cucujães (2500 euros cada).

O artista oliveirense António Mota e o responsável pela criação do novo busto da Condessa de Penha Longa

AZEMÉIS.NET é o jornal online de Oliveira de Azeméis (criado em agosto de 2019) pensado em promover o que de melhor se faz no concelho. É um projeto que olha para o território, e a nossa gente, pela positiva e que quer puxar pelo orgulho oliveirense. Procuraremos ser a pegada digital para demonstrar que Azeméis é realmente vida... e que somos vivos!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui